BIKEPACKING TERRA DO FOGO 2019

Esboço do roteiro proposto pela expedição BIKEPACKING TERRA DO FOGO 2018 desenha no Google Earth

Guilherme Cavallari é referência nacional e internacional em Patagônia. Mesmo antes de realizar a EXPEDIÇÃO TRANSPATAGÔNIA, sozinho de bicicleta por seis meses por 6.000 km na Patagônia e na Terra do Fogo, ele já conhecia a região como poucos. Seu livro, TRANSPATAGÔNIA, PUMAS NÃO COMEM CICLSITAS, tornou-se um clássico em literatura de aventura em português e o premiado filme-documentário TRANSPATAGÔNIA dispensa elogios. Foi a partir dessa larga experiência que o projeto BIKEPACKING TERRA DO FOTO 2019 nasceu. Percorrer de bicicleta, acampando selvagem, pedalando por qualquer terreno, uma grande extensão da Terra do Fogo, chilena e argentina, com objetivos didáticos. Não se trata de pacote de turismo aventura, mas um curso avançado de bikepacking com um dos maiores especialistas no assunto do Brasil. 

MARCAS QUE APOIAM NOSSOS EVENTOS E FORNECEM O EQUIPAMENTO QUE USAMOS:

PROPOSTA

Guilherme Cavallari liderando expedição de bikepacking na Patagônia chilena em janeiro de 2018

Não custa repetir: esse é um programa didático e não um pacote de turismo de aventura. Nossa proposta é realizar um projeto inédito de bikepacking com um pequeno grupo de pessoas interessadas em aprender técnicas, medir seus limites físicos e psicológicos dentro de um rígido protocolo de segurança, desenvolver habilidades específicas e viver a experiência transformadora de contato íntimo com a natureza ainda selvagem. Durante o programa todo participante será responsável por carregar seu acampamento completo, sua comida e água, parte do equipamento de uso coletivo, ajudar na navegação, auxiliar membros da expedição em necessidade, montar acampamento, fazer a manutenção em sua bicicleta, cozinhar e dividir a responsabilidade tanto pelo sucesso quanto pelo eventual fracasso do projeto.   

Para participar da expedição BIKEPACKING TERRA DO FOTO 2019 é preciso passar por uma seleção. Os interessados preencherão uma minuciosa ficha de inscrição, serão entrevistados e, se necessário, participarão de nosso CURSO DE BIKEPACKING. Alunos já formados em nosso curso têm inclusive prioridade sobre as poucas vagas. Se for preciso, será organizado um treinamento prático de dois para avaliar e considerar a participação de interessados. Não é preciso ser atleta, não é preciso ter equipamento de última geração, não é preciso ser jovem e não é preciso ter experiência prévia. O essencial é ter saúde, estar fisicamente ativo, atender às demandas de equipamento respeitando critérios gerais de segurança e parâmetros individuais de orçamento e, principalmente, ter o perfil psicológico adequado. Em nossa opinião, a demanda percentual em expedições desse grau de exigência costumam ser: 33% de forma física, 33% de equipamento de boa qualidade, 33% de bom humor e disposição e 1% de clima bom, para alcançar 100% de sucesso. 

Os interessados serão orientados ao longo de 2018 para chegaram à data da expedição BIKEPACKING TERRA DO FOTO 2019 fisicamente preparados, psicologicamente prontos e com todo o equipamento adequado. 

O projeto terá no máximo 8 participantes pagantes. Toda a orientação do projeto ficará por conta de Guilherme Cavallari. 

Paso Garibaldi, 450 m de altitude, com o Lago Escondido logo abaixo, onde pretendemos acampar na segunda noite da expedição

RESUMO:

A expedição BIKEPACKING TERRA DO FOGO 2019 terá:

18 dias de viagem

11 dias de bikepacking

5 dias em Ushuaia (visita a parques, museus, preparação para o trekking, descanso depois do trekking, etc) 

Aproximadamente 746 km de bikepacking

Aproximadamente 45% asfalto e 55% estradas de terra em qualquer condição

CRONOGRAMA:

DIA 1 => 29 de Dezembro de 2018 (sábado) Encontro do grupo na cidade de Ushuaia, Patagônia, Argentina.

DIA 2 => 30 de Dezembro de 2018 (domingo) Dia livre em Ushuaia.

DIA 3 => 31 de Dezembro de 2018 (segunda-feira) Dia livre em Ushuaia.

DIA 4 => 1 de Janeiro de 2019 (terça-feira) Dia livre em Ushuaia. 

DIA 5 => 2 de Janeiro de 2019 (quarta-feira) Pedal de Ushuaia à Laguna Escondida. Aprox. 52 km.

DIA 6 => 3 de Janeiro de 2019 (quinta-feira) Pedal da Laguna Escondida até Tolhuin. Aprox. 55 km

DIA 7 => 4 de Janeiro de 2019 (sexta-feira) Pedal de Tolhuin até Lago Jhuin. Aprox. 51 km

DIA 8 => 5 de Janeiro de 2019 (sábado) Pedal do Lago Jhuin até Río Fuego. Aprox. 45 km

DIA 9 => 6 de Janeiro de 2019 (domingo) Pedal do Río Fuego até o Río Mac Lennan. Aprox. 46 km

DIA 10 => 7 de Janeiro de 2017 (segunda-feira) Pedal do Río Mac Lennan até o Paso Bellavista (Chile). Aprox. 45 km

DIA 11 => 8 de Janeiro de 2018 (terça-feira) Pedal do Paso Bellavista até Sección Russfin. Aprox. 67 km

DIA 12 => 9 de Janeiro de 2019 (quarta-feira) Peda de Sección Russfin até Onaisin. Aprox. 82 km.  

DIA 13 => 10 de Janeiro de 2019 (quinta-feira) Pedal de Onaisin até a cidade de Rio Grande. Aprox. 84 km

DIA 14 => 11 de Janeiro de 2019 (sexta-feira) Pedal de Rio Grande até Tolhuin. Aprox. 112 km

DIA 15 => 12 de Janeiro de 2019 (sábado) Pedal de Tolhuin até Ushuaia. Aprox. 107 km

DIA 16 => 13 de Janeiro de 2019 (domingo) Dia livre em Ushuaia.

DIA 17 => 14 de Janeiro 2019 (segunda-feira) Dia livre em Ushuaia.

DIA 18 => 15 de Janeiro de 2019 (terça-feira) Retorno ao Brasil. 

OBSERVAÇÃO: Os dias livres antes do início do deslocamento em bikepacking serão usados para visitar museus, parques e comprar mantimentos. Os dias livres depois do deslocamento em bikepacking são nossa garantia de que chegaremos a tempo de ninguém perder seus voos de volta pra casa. O grupo pode decidir, apenas por unanimidade, se quer pedalar mais ou menos dias.

Guidão da Scott Scale 710 Plus de Guilherme Cavallari em expedição de bikepacking pela Patagônia chilena em janeiro de 2018

CHECKLIST DE EQUIPAMENTO:

  • MTB, preferencialmente com quadro rígido de alumínio ou cromo, apenas com suspensão dianteira, relação com marchas leves e nova, pneus de trilha de no mínimo 2.1 polegadas, no tamanho e no peso apropriado ao usuário (não recomendamos quadros de fibra de carbono e bikes full suspension
  • Capacete, luvas e óculos esportivos (trio de segurança)
  • Barraca de no máximo 1,5 kg para duas pessoas e 1,1 kg para uma pessoa ou saco de bivaque impermeável e respirável
  • Saco de dormir de pluma de ganso para temperatura mínima de conforto de -5ºC leve e compacto
  • Isolante térmico inflável leve e compacto
  • Mochila leve e compacta de no mínimo 20 litros e no máximo 30 litros com sistema hidratação e reservatório de no mínimo 2 litros ou duas caramanholas de 750 ml cada
  • Bolsa de guidão estilo bikepacking
  • Bolsa de selim estilo bikepacking
  • Bolsa de quadro estilo bikepacking
  • Jaqueta e calça comprida impermeáveis e respiráveis (https://www.solo.ind.br/loja/masculino/tempest/)
  • Luvas impermeáveis
  • Jaqueta de pluma de ganso leve e compacta para temperaturas em torno de -5Cº
  • Cuia de comer, caneca e colher
  • Kit de mecânica de emergência (verificar no artigo: http://www.kalapalo.com.br/index.php/bikepacking-kit-de-mecanica-de-emergencia/)
  • Kit de higiene pessoal (escova de dentes, tubo pequeno de pasta de dentes, fio dental, protetor solar, sabonete e toalha pequena de acampamento). Mulheres devem incluir absorvente íntimo se preciso. 
  • Duas camisetas esportivas de tecido sintético preferencialmente de mangas compridas
  • Uma bermuda de ciclismo
  • Blusa e calça comprida estilo “segunda pele” (https://www.solo.ind.br/loja/masculino/x-thermo/
  • Dois pares de meia para pedalar
  • Calçado apropriado para pedalar (sapatilhas ou tênis/botas curtas de trekking)
  • Pedais apropriados aos calçados
  • Sandálias tipo “Crocs” ou papetes
  • Gorro de lã ou semelhante
  • Luvas térmicas
  • Um par de meias mais quentes para dormir
  • Lanterna de cabeça
  • Canivete com lâmina
  • Duas cuecas ou duas/três calcinhas. Mulheres podem levar um top.
  • OPCIONAL: bastões de caminhada, preferencialmente ultraleves e supercompactos
  • OPCIONAL: câmara fotográfica
  • OPCIONAL: telefone celular
  • OPCIONAL: aparelho de GPS

OBSERVAÇÃO: cozinha coletiva completa será fornecida pela expedição.

MTB Scott Scale 710 Plus de Guilherme Cavallari em expedição de bikepacking na Patagônia chilena em janeiro de 2018

INVESTIMENTO:

R$ 3.250,00 (três mil, duzentos e cinquenta reais)

O valor NÃO inclui:

  • Equipamento individual (listado em CHECKLIST INDICADO)
  • Alimentação durante a EXPEDIÇÃO TREKKING NAVARINO 2018
  • Passagens aéreas e deslocamentos terrestres e marítimos 
  • Hospedagem e alimentação nas cidades e vilas
  • Seguro viagem e/ou seguro acidentes

A estimativa de custos além da taxa de participação é de US$ 1.200 (não incluídos gastos com equipamento)

 

Treinamento de bikepacking liderado por Guilherme Cavallari na Serra da Mantiqueira no feriado de Corpus Christi de 2018. 

INSCRIÇÃO:

Os interessados deverão solicitar e preencher formulário individual, que será analisado pela direção da Kalapalo Editora. Em seguida, os interessados deverão passar por entrevista individual, que poderá ser feita pessoalmente ou via telefone/computador. Uma vez aprovado, cada candidato deverá se inscrever pagando no mínimo 20% do valor total. O saldo poderá ser parcelado ao longo do ano, de forma que o pagamento integral ocorra pelo menos 30 dias antes da viagem à Terra do Fogo.

Para solicitar o formulário de adesão, escreva para o e-mail [email protected].

Dúvidas serão respondidas através do e-mail acima ou pelos telefones (35) 9 9957 0606 ou (35)(VIVO – WhatsApp) 9 9900 8252 (VIVO – WhatsApp) mas nós preferimos que todo contato seja feito via e-mail.

RECOMENDAÇÕES E DIRETRIZES:

  • Todos os participantes deverão estar com a vacinação antitetânica em dia.
  • Recomendamos o uso de óculos esportivos de material plástico inquebrável nos cursos e com proteção UV durante a expedição.
  • Recomendamos a contratação individual de seguro viagem/saúde com cobertura para acidentes em esportes de aventura.
  • Todos os participantes devem permitir que fotos e filmes contendo suas imagens pessoais, feitas durante o projeto, que incluí cursos, treinamentos e a própria expedição, possam ser usadas pela Kalapalo Editora/Guilherme Cavallari em produtos como livros, matérias e filmes, que poderão ser comercializados, divulgados e tornados públicos.
  • Em caso de acidentes envolvendo vítimas durante o projeto, tanto no curso, nos treinamentos ou na própria expedição, a prioridade será sempre a integridade física e psicológica da(s) vítima(s), podendo a expedição ser sumariamente interrompida. Se alguém precisar ser socorrido, todos os membros da expedição deverão estar disponíveis para tanto, não havendo outras prioridades. 
  • A escolha do equipamento individual de cada membro da expedição é assunto de debate e de opinião de todos os membros da expedição. Peso, volume, quantidade e qualidade de cada item de equipamento individual interferem diretamente no desempenho de todo o grupo, na dinâmica da expedição, seu sucesso ou fracasso. 
  • Nosso objetivo final com esse projeto será sempre o empenho e não o sucesso. 
  • Todos os participantes devem estar de acordo com essas recomendações e diretrizes. 

CANCELAMENTOS E “NO SHOW”:

Adaptação da Deliberação Normativa n° 165/95 da Embratur.
Havendo necessidade de cancelamento da participação em qualquer fase desse  evento, o cliente deverá comunicar por escrito, via email ([email protected]) não sendo aceito cancelamentos por telefone. Se o cancelamento da participação for feito com no mínimo 30 dias da data de cada etapa do evento, 80% do valor pago até aquele momento do processo, proporcional a cada etapa, será restituído. Depois desse prazo, não haverá restituição de valores pagos. Para o caso de DESISTÊNCIA SEM CANCELAMENTO ou “NO SHOW”, que é o caso do não comparecimento sem comunicação prévia, não haverá restituição alguma do valor pago, nem a transformação desse valor em créditos para futuros eventos ou propostas semelhantes. Para o caso de DESISTÊNCIA APÓS O INÍCIO DA ATIVIDADE, não cabendo responsabilidade direta da Kalapalo Editora pela desistência (a expedição acontece em qualquer clima, por exemplo), por qualquer razão, não haverá restituição de qualquer valor já pago ou transformação desse valor em créditos para eventos futuros. Se a Kalapalo Editora cancelar o evento em sua totalidade ou parcialmente, os participantes inscritos receberão integralmente o valor pago referente à etapa até esse cancelamento. 

 

Scott Scale 710 Plus de Guilherme Cavallari em expedição pela Serra da Mantiqueira em 2018

LINKS INTERESSANTES:

KALAPALO EDITORA: http://www.kalapalo.com.br/

REFÚGIO KALAPALO: http://www.kalapalo.com.br/index.php/clube/conheca-o-refugio-kalapalo/

CURSO DE BIKEPACKING: http://www.kalapalo.com.br/index.php/cursos/bikepacking/

RELATO E FOTOS DO MAPEAMENTO DA TEMPORADA DE TREINAMENTOS E EXPEDIÇÕES DA KALAPALO EDITORA EM JANEIRO DE 2018 (BUSCAR “AVENTURAS AUSTRAIS“): http://www.kalapalo.com.br/index.php/blog/

TRAILER DO DOCUMENTÁRIO “TRANSPATAGÔNIA”: http://www.kalapalo.com.br/index.php/fotosf/trailer-documentario-transpatagonia/

EXPEDIÇÃO “FIN DEL MUNDO” QUE PASSOU PELA REGIÃO, MATÉRIA PUBLICADA NO SITE NORTE-AMERICANO “BIKEPACKING.COM”: http://www.bikepacking.com/routes/fin-del-mundo/

MATÉRIA DE GUILHERME CAVALLARI “BIKEPACKING: ACAMPAMENTO ULTRALEVE”: http://www.kalapalo.com.br/index.php/bikepacking-acampamento-ultraleve/

MATÉRIA DE GUILHERME CAVALLARI “BIKEPACKING: A MARCHA DA VOVOZINHA”: http://www.kalapalo.com.br/index.php/bikepacking-marcha-da-vovozinha/

MATÉRIA DE GUILHERME CAVALLARI “BIKEPACKING: TIPOS E ESTILOS”: http://www.kalapalo.com.br/index.php/bikepacking-tipos-e-estilos/

MATÉRIA DE GUILHERME CAVALLARI “BIKEPACKING: KIT DE MECÂNICA DE EMERGÊNCIA”: http://www.kalapalo.com.br/index.php/bikepacking-kit-de-mecanica-de-emergencia/

MATÉRIA DE GUILHERME CAVALLARI “BIKEPACKING: INTRODUÇÃO E CONCEITOS”: http://www.kalapalo.com.br/index.php/bikepacking-introducao-e-conceitos-por-guilherme-cavallari/

RELATO E FOTOS DE GUILHERME CAVALLARI “BIKEPACKING MANTIQUERA”: http://www.kalapalo.com.br/index.php/bikepacking-mantiqueira-relato-e-fotos/

LITERATURA RECOMENDADA:

O LIVRO “TRANSPATAGÔNIA, PUMAS NÃO COMEM CICLISTAS“, DE GUILHERME CAVALLARI, É A PRINCIPAL REFERÊNCIA PARA ESSE PROJETO. A PARTIR DESSA NARRATIVA, DA EXPEDIÇÃO SOLO E DE BIKE, DE SEIS MESES DE DURAÇÃO, FOI DESENHADO O ROTEIRO DA EXPEDIÇÃO BIKEPACKING TERRA DO FOGO 2018: http://www.kalapalo.com.br/loja/index.php?route=product/product&product_id=17

 

O LIVRO “MANUAL DE MOUNTAIN BIKE & CICLOTURISMO“, TAMBÉM DE GUILHERME CAVALLARI, ADOTADO PELO MEC (MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO) COMO MATERIAL DIDÁTICO EM CURSOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA E TURISMO, TRAZ TODA A BASE TEÓRICA DO CURSO DE BIKEPACKING MINISTRADO PELO AUTOR: http://www.kalapalo.com.br/loja/index.php?route=product/product&product_id=64

 

O CLÁSSICO “EL ÚLTIMO CONFÍN DE LA TIERRA“, DE E. LUCAS BRIDGES, É ESSENCIAL PARA SE APROFUNDAR NA HISTÓRIA LOCAL. BRIDGES FOI A PRIMEIA GERAÇÃO DE BRANCOS A NASCER EM USHUAIA,  QUANDO O LUGAR ERA APENAS UMA MISSÃO CRISTÃ. ELE CONVIVEU COM OS INDÍGENAS LOCAIS E NARROU SUA HISTÓRIA ANTES DE SUA EXTINÇÃO. UMA OBRA CLÁSSICA: http://www.kalapalo.com.br/index.php/bibliot/el-ultimo-confin-de-la-tierra/

 

A BIOGRAFIA DO AVENTUREIRO H. W. TILMAN, VULGO BILL TILMAN, “HIGH MOUNTAINS AND COLD SEAS“, DE J. R. L. ANDERSON, É ENRIQUECEDORA E NARRA DIVERSAS AVENTURAS DO EXPLORADOS PELA REGIÃO DA TERRA DO FOGO. TILMA É UM DOS MAIS IMPORTANTES EXPLORADORES DO SÉCULO XXI, INVENTOR DE UM TIPO DE MONTANHISMO EXECUTADO AP PARTIR DE PEQUENOS VELEIROS DE MADEIRA: http://www.kalapalo.com.br/index.php/bibliot/2912/

 

AS NARRATIVAS DAS AVENTURAS DE ERIC SHIPTON, EM ESPECIAL A OBRA “LAND OF TEMPEST“, TRATAM DE EXPLORAÇÕES NA REGIÃO. A COLEÇÃO COM TODOS OS SEIS LIVROS DE EXPLORAÇÃO E MONTANHISMO DO AUTOR FORMAM UMA OBRA COMPLETA E ESSENCIAL NA ESTANTE DE AVENTUREIROS COMPROMETIDOS: http://www.kalapalo.com.br/index.php/bibliot/the-six-mountain-travel-books/

 

FOTOS:

Acampamento em Los Pinos, a 19 km de Onaisin depois de Porvenir, na Terra do Fogo chilena
Típico ponto de ônibus coberto e fechado, para proteger do clima, na Terra do Fogo chilena
Lago Bayo, no Valle Exploradores, Patagônia chilena. Local de acampamento selvagem durante expedição de bikepacking
Guilherme Cavallari em expedição de bikepacking na Patagônia chilena em janeiro de 2018
Scott Scale 710 Plus de Guilherme Cavallari em expedição e treinamento de bikepacking na Serra da Mantiqueira em 2018
Bolsa de guidão improvisada a partir de saco estanque, técnica ensinada no CURSO DE BIKEPACKING
Alunos do CURSO DE BIKEPACKING em treinamento no REFÚGIO KALAPALO, em Gonçalves (MG)
Acampamento selvagem realizado durante o CURSO DE BIKEPACKING em Gonçalves (MG), na Serra da Mantiqueira
Kit de mecânica de emergência proposto no CURSO DE BIKEPACKING realizado no REFÚGIO KALAPALO, Mantiqueira
Técnica de bivaque ensinada no CURSO DE BIKEPACKING realizado no REFÚGIO KALAPALO, Serra da Mantiqueira

GUILHERME CAVALLARI:

Guilherme Cavallari durante a Expedição Transpatagônia, em 2012-13

Guilherme Cavallari, fundou a KALAPALO EDITORA em 2001 e é referência nacional em esporte e turismo de aventura. Autor de 18 livros e coautor de diversos filmes, entre eles o premiado TRANSPATAGÔNIA. Tem em seu currículo mais de 16.000 km de trilhas para mountain bike, cicloturismo e trekking detalhadamente mapeados e publicados, entre eles roteiros no Brasil (SP, MG, RJ, ES, PR, SC e RS), na Argentina e no Chile (Patagônia e Terra do Fogo) e nas Highlands da Escócia. Viveu e trabalhou por sete anos nos EUA, Inglaterra, Israel, Itália e Alemanha. Praticante de esportes de contato com a natureza desde 1976.Foi colaborador, repórter e/ou editor de importantes veículos de comunicação do segmento outdoor nacional, como as revistas NEZ-Adventure, AVENTURA & AÇÃO e GO OUTSIDE, os sites WEBVENTURE e EXTREMOS. Em 2012/2103 realizou a EXPEDIÇÃO TRANSPATAGÔNIA, viagem solo de 6 meses de duração, 6.000 km de extensão em mountain bike e cerca de 600 km em trekking, percorrendo toda extensão da Patagônia e da Terra do Fogo, na Argentina e no Chile.Dessa experiência surgiram o livro TRANSPATAGÔNIA, PUMAS NÃO COMEM CICLISTAS e o filme-documentário TRANSPATAGÔNIA. Em 2015/2016 percorreu a Cape Wrath Trail, de 450 km de extensão, nas Highlands da Escócia, a travessia em trekking considerada “a mais difícil da Grã-Bretanha. No mesmo período pedalou numa mountain bike tandem (dupla), com a esposa Adriana Braga, 700 km cruzando de leste a oeste as Highlands da Escócia. Dessas duas experiências produziu o livro HIGHLANDS, POR BAIXO DO SAIOTE ESCOCÊS e o vídeo HIGHLANDS. sozinho e autossuficiente. Desde 2013, vive em Gonçalves (MG), na Serra da Mantiqueira, onde mantém com a esposa, Adriana Braga, o REFÚGIO KALAPALO, uma escola de aventura pioneira no Brasil.