Expedições »

TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA, CHILE

TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA, CHILE

Atendendo a pedidos, de 20 de JANEIRO a 4 de FEVEREIRO de 2018 vamos repetir o roteiro de trekking semi-selvagem TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA. A região de Aysén-Ingeniero Ibañez, na Patagônia chilena, está se tornando referência mundial em caminhadas em contato com a natureza. O PARQUE PATAGÔNIA tem tudo para ocupar o lugar de destaque de Torres del Paine no futuro próximo. E Guilherme Cavallari foi pioneiro na execução desse roteiro e sua divulgação no Brasil, como aconteceu por exemplo com DENTES DE NAVARINO, na Terra do Fogo chilena.

Serão aproximadamente 120 km de trekking por trilhas não sinalizadas, acampando selvagem, carregando toda nossa alimentação, navegando e viajando de forma independente, autossuficiente e autônoma. Durante a travessia Guilherme Cavallari orientará o grupo nas técnicas de deslocamento em trilha, acampamento selvagem de mínimo impacto ambiental, navegação com uso de carta topográfica e bússola, uso básico de GPS, técnicas de primeiros socorros, filosofia outdoor, história e cultura locais.

MAIS INFORMAÇÕES NAS ABAS ABAIXO:

DSC04241 cópia

O PARQUE PATAGÔNIA é uma iniciativa do preservacionista norte-americano Douglas Tompkins (1943-2015), que adquiriu terras na Patagônia e na Terra do Fogo, tanto no Chile quanto na Argentina, para a transformação de áreas de exploração agrícola e pecuária em parques e reservas naturais. Situado na região de Ingeniero Ibañez, na Patagônia chilena, o parque ainda é particular mas será doado em breve ao Governo do Chile para a criação de um grande parque nacional. Atualmente a área está localizada entre a Reserva Nacional Rio Jeinimeni e a Reserva Nacional Tamango, ambas bem menores do que a área total do Parque Patagônia.

Nosso roteiro de trekking com acampamentos selvagens, autossuficiente, independente e autônomo, de aproximadamente 130 km de extensão em 9 dias de caminhada, parte da entrada da Reserva Nacional Rio Jeinimeni e chega até a cidadezinha de Cochrane, na beira da Carretera Austral (Ruta 7). Todo participante será obrigado a carregar sua cota de peso e volume necessários para a manutenção do grupo e a realização do roteiro. Não haverá carregadores, carros de apoio, equipo de suporte ou guias locais. O grupo será liderado (não guiado) por Guilherme Cavallari, que orientará a todos em técnicas de de deslocamento em trilha, acampamento selvagem de mínimo impacto ambiental, navegação com uso de carta topográfica e bússola, uso básico de GPS, técnicas de primeiros socorros, filosofia outdoor, história e cultura locais. O objetivo da travessia é didática e não turística. A proposta é usar o ambiente de expedição e suas exigências como escola de desenvolvimento pessoal e coletivo. Essa travessia é mais uma etapa no PROJETO TRANSPATAGÔNIA, que já gerou o livro TRANSPATAGÔNIA, PUMAS NÃO COMEM CICLISTAS e o premiado filme-documentário TRANSPATAGÔNIA.

Portanto, não se trata de excursão em trekking mas um “curso prático de trekking em estilo expedição”. A ideia por trás da iniciativa de expedições exploratórias abertas ao público é resgatar os elementos do “ineditismo” e do “resultado final dependente da qualidade do processo” que sempre caracterizou expedições de exploração no passado. Não buscamos integrantes “turistas” para nossas aventuras, mas “viajantes com espírito aventureiro e explorador”. Por tratar-se de um roteiro de trekking de vários dias de duração, por terreno desabitado e isolado, de clima e relevo que dificultam o deslocamento, utilizaremos o conceito de “trekking ultraleve” – o mínimo possível de equipamento, tudo de alta qualidade, somado a técnicas testadas e consagradas.

Nosso compromisso é com o esforço, não com o sucesso. O resultado será proporcional ao nosso comprometimento.

EQUIPAMENTO

A TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA fornecerá cozinha completa de acampamento (fogareiro e panelas) ao grupo e uma unidade do rastreador via satélite (SPOT Gen-3) em funcionamento.

Cada participante deverá possuir equipamento individual de trekking (roupas e calçados apropriados, saco de dormir, mochila cargueira, isolante térmico, lanterna de cabeça, utensílios de mesa/cozinha, canivete, etc).

A KALAPALO EDITORA possui equipamento individual que poderá ser alugado pelos participantes pelo período da atividade (valores de aluguel de equipamento: mochila cargueira  DEUTER $ 350,00; barraca AZTEK R$ 350,00; saco de dormir DEUTER R$ 450,00; isolante térmico EVA R$ 50,00; lanterna de cabeça sem pilhas R$ 150,00; bastão de caminhada R$ 100,00/par).

A KALAPALO EDITORA presta gratuitamente aos participantes assessoria remota na orientação de aquisição de equipamento individual, além de conseguir descontos junto a importadores, fabricantes e revendedores.

A KALAPALO EDITORA sugere que os participantes façam nosso CURSO DE TREKKING antes do evento.

Roteiro da expedição. Pontilhado indica possível deslocamento em veículo.

Roteiro da expedição. Pontilhado indica deslocamento em veículo por estrada de terra.

Dia 1 – Sábado, 20/janeiro, encontro em Coyhaique, Patagônia, Chile (aeroporto de Balmaceda)
Dia 2 – Domingo, 21/janeiro, deslocamenteo de Coyhaique a Chile Chico
Dia 3 – Segunda-feira, 22/janeiro, preparativos finais em Chile Chico e deslocamento para a Reserva Nacional Jeinemeni
Dia 4 – Terça-feira, 23/janeiro, trekking da entrada R. N. Rio Jeinimeni até Valle Estero La Gloria (14,1 km)
Dia 5 – Quarta-feira, 24/janeiro, trekking Valle Estero La Gloria até cabana no Valle Hermoso (11,17 km)
Dia 6 – Quinta-feira, 25/janeiro, trekking cabana no Valle Hermoso até Glaciar Estero Ventisquero (12 km)
Dia 7 – Sexta-feira, 26/janeiro, trekking Glaciar Estero Ventisquero até cabana no Valle Hermoso (12 km)
Dia 8 – Sábado, 27/janeiro, trekking cabana no Valle Hermoso até Laguna Escondida (12 km)
Dia 9 – Domingo, 28/janeiro, trekking Laguna Escondida até cabana Rio Avilés (11,81 km)
Dia 10 – Segunda-feira, 29/janeiro, trekking cabana Rio Avilés até Casa de Piedra (Parque Patagonia) (12,23 km)
Dia 11 – Terça-feira, 30/janeiro, trekking Casa de Piedra até Camping Parque Patagonia (26,4 km)
Dia 12 – Quarta-feira, 31/janeiro, trekking Camping Parque Patagonia até Laguna Tamanguito (12,80 km)
Dia 13 – Quinta-feira, 1/fevereiro, trekking Laguna Tamanguito até Cochrane (14,9 km)
Dia 14 – Sexta-feira, 2/fevereiro, descanso
Dia 15 – Sábado, 3/fevereiro, deslocamento de Cochrane até Coyhaique
Dia 16 – Domingo, 4/fevereiro, volta ao Brasil

DSC04234 cópia

R$ 2.950 (dois mil, novecentos e cinquenta reais ) por pessoa

São apenas OITO vagas, havendo preferência para alunos já formados em nosso CURSO DE TREKKING.

O valor NÃO inclui transporte de espécie algum (aéreo, aquático ou terrestre).

O valor NÃO inclui alimentação alguma.

O valor NÃO inclui hospedagem de nenhuma espécie.

Toda despesa com transporte, alimentação e hospedagem individual corre por conta de cada participante. Antes do trekking nós faremos compras e nos abasteceremos para a travessia e essa despesa será rateada entre todos os participantes, menos o líder (Guilherme Cavallari). Despesas com alimentação em restaurantes, hospedagens de hotéis e transporte de qualquer espécie serão pagos individualmente pelos participantes, incluindo o líder.

ESTIMATIVA DE CUSTOS ADICIONAIS… Passagem aérea São Paulo – Santiago – São Paulo U$ 500; passagem aérea Santiago – Balmaceda – Santiago U$ 300; transporte terrestre Coyhaique – Chile Chico R$ 65 por pessoa; valor médio de hospedagem em Coyhaique, Chile Chico e Cochrane em pousadas simples U$ 50 por pessoa; valor médio de refeições em Coyhaique, Chile Chico e Cochrane em restaurantes U$ 25 por pessoa; gastos individuais para compra de mantimentos e combustível para o trekking U$ 150 por pessoa. Durante todo o trekking faremos acampamentos selvagens gratuitos, com exceção de uma ou duas noites no PARQUE PATAGÔNIA.

DSC04265 cópia

CURSO DE TREKKING da KALAPALO EDITORA: http://www.kalapalo.com.br/index.php/cursos/trekking/

REFÚGIO KALAPALO, escola de aventura e abrigo de montanha em Gonçalves (MG), na Serra da Mantiqueira: http://www.kalapalo.com.br/index.php/clube/conheca-o-refugio-kalapalo/

Trailer do filme-documentário TRANSPATAGÔNIA, com imagens da Travessia do Parque Patagônia: http://www.kalapalo.com.br/index.php/fotosf/trailer-documentario-transpatagonia/

Comentários de leitores do livro TRASPATAGÔNIA, PUMAS NÃO COMEM CICLISTAS, com descrição da primeira travessia do Parque Patagônia feita por Guilherme Cavallari: http://www.kalapalo.com.br/novo/loja/index.php?route=product/product&product_id=170

RELATO E FOTOS da Travessia do Parque Patagônia liderada por Guilherme Cavallari em 2013/14: http://www.kalapalo.com.br/index.php/expedicao-parque-patagonia-2014-relato-e-fotos/

Site oficial do PARQE PATAGÔNIAhttp://www.patagoniapark.org/

DSC04323

Grupo da primeira TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA, em 2013/2014. O senhor de boné branco é Douglas Tompkins.

DSC04244 cópia

Grupo na primeira TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA na entrada do Valle Hermoso, com vários rios sem ponte para cruzar pela água.

DSC04241 cópia

Laguna Verde, logo no segundo dia de trekking, na Reserva Nacional Rio Jeinimeni.

DSC04234 cópia

Grupo da primeira TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA em acampamento selvagem no bosque da RESERVA NACIONAL RIO JEINIMENI.

DSC04214 cópia

Grupo da primeira TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA na entrada da RESERVA NACIONAL JEINIMENI, no primeiro dia de trekking.

DSC04221 cópia

Reserva Nacional Rio Jeinimeni, visto do mirante próximo ao primeiro acampamento selvagem da TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA.

DSC04265 cópia

Vista do Cordón Chacabuco, aos pés do Valle Chacabuco, onde está a sede do Parque Patagônia. Quinto ou sexto dia de trekking.

DSC04251 cópia

Grupo na primeira TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA em visita ao fundo do Valle Hermoso. Terceiro dia de trekking.

DSC04250 cópia

Cabana abandonada no Valle Hermoro e local de acampamento selvagem.

DSC04303 cópia

Vista do topo do Cordón Chacabuco, no sétimo ou oitavo dia da TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA.

DSC04272 cópia

Valle Avilés, no sexto ou sétimo dia da TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA.

DSC04267 cópia

Pinguela sobre o Rio Avilés, no quinto ou sexto dia da TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA.

DSC04217 cópia

Primeiro dia de trekking na TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA, na Reserva Nacional Rio Jeinimeni.

DSC04307cópia

A selvagem e isolada Laguna Guagua, na Reserva Nacional Tamango, no sétimo ou oitavo dia da TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA.

DSC04295 cópia

Topo do Cordón Chacabuco e ponto mais alto da TRAVESSIA DO PARQUE PATAGÔNIA.

DSC04214 cópia

Os interessados deverão solicitar e preencher formulário individual, que será analisado pela direção do evento. Em seguida, os interessados deverão passar por entrevista individual, que poderá ser feita pessoalmente ou via telefone/computador. Uma vez aprovado, cada candidato poderá então se inscrever no evento. Para solicitar o formulário de adesão, escreva para o e-mail vendas@kalapalo.com.br.

Dúvidas serão respondidas através do e-mail acima ou pelos telefones (35) 9 9939-3427 (VIVO) ou (35) 9 9957-0606 (VIVO – WhatsApp). Favor não solicitar informação via Facebook.

ALGUMAS REGRAS E DIRETRIZES

  • Todos os participantes deverão estar com a vacinação antitetânica em dia.
  • Todos os participantes deverão possuir equipamento individual de trekking.
  • Todos os participantes deverão contratar seguro viagem/saúde com cobertura para acidentes em esportes de aventura (não incluído no pacote)
  • Todos os participantes deverão permitir que fotos e filmes contendo suas imagens pessoais, feitas durante o projeto, que incluí cursos, treinamentos e a expedição, possam ser usadas pela Kalapalo Editora/Guilherme Cavallari em produtos como livros, matérias e filmes, que poderão ser comercializados, divulgados e tornados públicos.
  • Em caso de acidentes envolvendo vítimas durante a expedição a prioridade será sempre a integridade física e psicológica da(s) vítima(s), podendo a expedição ser sumariamente interrompida sem ônus da organização. Se alguém precisar ser socorrido, todos os membros da expedição deverão estar disponíveis para tanto, não havendo outras prioridades.
  • A escolha do equipamento individual de cada membro da expedição é assunto de debate e de opinião de todos os membros da expedição. Peso, volume, quantidade e qualidade de cada item de equipamento individual interferem diretamente no desempenho de todo o grupo, na dinâmica do projeto, em seu sucesso ou fracasso.
  • Nosso objetivo final com esse projeto será sempre o empenho, não o sucesso.
  • Todos os participantes devem estar de acordo com essas regras e diretrizes.

POLÍTICA DE CANCELAMENTO DE INSCRIÇÃO – “NO-SHOW”

Adaptação da Deliberação Normativa n° 165/95 da Embratur.
Havendo necessidade de cancelamento da participação em qualquer fase desse  evento, o cliente deverá comunicar por escrito, via email (vendas@kalapalo.com.br) não sendo aceito cancelamentos por telefone. A política de ressarcimento de valores pagos respeitará a lógica do valor de cada etapa do programa: R$ 640 por vaga no CURSO DE BIKEPACKING; R$ 780 por vaga no TREINAMENTO DE BIKEPACKING; R$ 50 por mês do Programa de Assistência Remota e R$ 2.880,00 por vaga na viagem à Patagônia. Se o cancelamento da participação for feito com no mínimo 30 dias da data de cada etapa do evento, 80% do valor pago até aquele momento do processo, proporcional a cada etapa, será restituído. Depois desse prazo, não haverá restituição de valores pagos, sempre respeitando a lógica das etapas do processo do programa. Para o caso de DESISTÊNCIA SEM CANCELAMENTO ou “NO SHOW”, que é o caso do não comparecimento sem comunicação prévia dentro do prazo mínimo, não haverá restituição alguma do valor pago até aquele momento do processo do programa, nem a transformação desse valor em créditos para futuros eventos ou propostas semelhantes. Para o caso de DESISTÊNCIA APÓS O INÍCIO DA ATIVIDADE, não cabendo responsabilidade direta da Kalapalo Editora pela desistência (nossos eventos acontecem em qualquer clima, por exemplo), por qualquer razão, não haverá restituição de qualquer valor já pago ou transformação desse valor em créditos para eventos futuros, etc. Se a Kalapalo Editora cancelar o evento em sua totalidade ou parcialmente, os participantes inscritos receberão integralmente o valor pago referente à etapa até esse cancelamento.

cópia de DSC05138

Guilherme Cavallari no trekking solo de 450 km de extensão CAPE WRATH TRAIL, nas Highlands da Escócia, em outubro/novembro de 2015.