Fotos e Filmes »

FOTOS “EXPEDIÇÃO HIGHLANDS TANDEM KALAPALO”

De 30 de abril a 18 de maio de 2016, Guilherme Cavallari e Adriana Braga, da Kalapalo Editora, realizaram juntos a EXPEDIÇÃO HIGHLANDS TANDEM KALAPALO. O primeiro passo do projeto foi construir um quadro de mountain bike tandem (bike dupla) sob medida para o casal. O projeto, assinado pelo frame builder paulistano Denis Cardoso, da CARDOSO CYCLES, demorou dez meses para ser finalizado e teve o apoio da SHIMANO e da SUSPENSÕES FOX. A bike ficou top de linha com componentes Shimano XT e Shimano ZEE e uma suspensão dianteira FOX Van 36 de 180 mm de curso e acabamento Kashima.

A expedição contou com o apoio da SPOT (comunicação via satélite) e SOLO (roupas técnicas), duas empresas de peso e importância no atual cenário outdoor brasileiro. Com os aparelhos da SPOT os aventureiros puderam ser acompanhados via satélite pela internet em todo o percurso da expedição. Com as roupas SOLO o clima das Highlands da Escócia, famoso mundialmente por sua inclemência, não causou grandes desconfortos ao casal de ciclo-expedicionários.

E quem quiser ainda mais informações, leia os posts publicados no bloghttp://www.kalapalo.com.br/index.php/blog/.

Fotos da CAPE WRATH TRAIL, trekking semi-selvagem que Guilherme Cavallari realizou sozinho em outubro e novembro de 2015, no link: http://www.kalapalo.com.br/index.php/fotosf/fotos-cape-wrath-trail-highlands-escocia/

Mapa Highlands Extremos FINAL 2

Mapa com o roteiro (em vermelho) da EXPEDIÇÃO HIGHLANDS TANDEM KALAPALO realizada em abril e maio de 2016. Em azul está o trajeto da CAPE WRATH TRAIL.

DSC05945 REDUX

Guilherme Cavallari e Adriana Braga no primeiro dia da EXPEDIÇÃO HIGHLANDS TANDEM KALAPALO, no topo de uma subida conhecida como “cotovelo do diabo”. Nesse dia pedalamos 70 km com bastante peso.

logo SPOT preto

SPOT é uma referência internacional em tecnologia de comunicação via satélite. Guilherme e Adriana usaram o GEN-3, aparelho que permite o acompanhamento online em tempo real do trajeto e pode ser usado para enviar um sinal de emergência.

DSC05950 REDUX

A TANDEM KALAPALO estacionado na frente do bothy onde Guilherme e Adriana dormiram a primeira noite da expedição. Bothies são abrigos simples de montanha, gratuitos e sem frescuras, localizados em lugares remotos.

DSC05951 REDUX

A Mountain Bothies Association é uma entidade sem fins lucrativos que recupera e administra cerca de 100 bothies na Escócia. Essas casas não têm água, luz ou móveis, ficam em lugares remotos e permanecem abertas o tempo todo para quem quiser usa-las, grátis.

DSC05952 REDUX

O Callater Stables, onde Guilherm e Adriana dormiram a primeira noite, não tinha lareira para aquecer o ambiente e a temperatura pela manhã estava em 5ºC. Mas essas quatro paredes no meio do nada foram como um hotel 5 estrelas!

DSC05954 REDUX

Callater Loch, ou Lago Calleter, visto do Callater Stables bothy.

solo_logo

A marca brasileira SOLO de roupas esportivas produz equipamento técnico de altíssima qualidade, produtos que não ficam atrás de nenhuma marca internacional.

DSC05964 REDUX

Guilherme Cavallari e Adriana Braga no segundo dia de viagem, em direção ao bothy Gelder Shiel, um abrigo de montanha nas terras da Rainha da Inglaterra em Balmoral.

DSC05969 REDUX

Depois de dormirem como hóspedes da Rainha da Inglaterra no bothy Gelder Shiel, o casal pedalou por estradas de terra margeando rios, algo típico das Highlands da Escócia.

DSC05971 REDUX

Nesse trecho de um par de quilômetros, numa trilha ao longo do Loch Builg, tivemos que empurrar a tandem todo o tempo. A experiência confirmou nossa percepção que seria impossível fazer vários trechos desse nível de exigência técnica e decidimos pedalar por estradas de terra e asfalto pelo resto da viagem.

DSC05977 REDUX

Estradinha de terra ao longo do Glen Builg, ou Vale Builg. O clima começou a nos favorecer a partir desse dia.

DSC05979 REDUX

Depois de dormir uma noite na cidadezinha de Tomintoul, num Bed and Breakfast, pegamos um trecho de asfalto com vento contra e muito frio. Nessa galpão na beira da estrada paramos para comer algo e nos proteger do clima.

DSC05982 REDUX

Adriana Braga e a TANDEM KALAPALO na estrada que margea as montanhas mais altas do Parque Nacional das Cairngorms, o maior parque da Grã-Bretanha e uma área de clima ártico nas Highlands da Escócia.

DSC05984 REDUX

No roteiro original, desenha pelo Google Earth ainda no Brasil, a ideia era pedalar pelo meio dessas montanhas, ainda cobertas de neve no começo de maio… Impossível!

DSC05986 REDUX

Depois de dormir uma noite em Avimore, uma das principais cidades de entrada para o Parque Nacional Cairngorms, o pedal seguiu por dentro da floresta Rothiemurchus, um resquício da grande floresta Caledônica de cobria praticamente toda a Escócia.

logo SHIMANO

Marca líder de mercado no mundo inteiro e sinônimo de qualidade, inovação e confiabilidade em peças e acessórios para bicicletas.

DSC05987 REDUX

Obstáculos simples, como essa pontezinha sobre um riacho na trilha, às vezes se mostravam complicados demais para tandem… Como fazer uma curva fechada e evitar o degrau de entrada sem correr riscos desnecessários? Melhor descer e empurrar.

DSC05997 REDUX

Guilherme Cavallari e Adriana Braga numa trilha ao longo do Rio Feshie, rumo ao bothy Ruigh Aiteachain, ao sul de Avimore.

DSC05998 REDUX

Logo adiante a trilha estava interrompida, destruída por uma inundação do Rio Feshie que ocorreu meses antes.

DSC06007 REDUX

Já instalados no bothy Ruigh Aiteachain, no Glen Feshie (Lago Feshie), Guilherme Cavallari escreve seu diário de viagem sobre as Highlands da Escócia.

DSC06008 REDUX

Ainda no bothy Ruigh Aiteachain, recebemos a visita de um trekker escocês e um mountain biker inglês, que pilotava um 27,5 plus. O cara atravessou o Rio Feshie com a bike no ombro e a água no peito…

DSC06012 REDUX

O belo Glen Feshie termina nas montanhas do Parque Nacional Cairngorms e oferece inúmeras possibilidades de trilhas.

logo FOX

As suspensões FOX são consideradas top de linha no mundo todo, talvez as melhores do planeta!

DSC06017 REDUX

O bothy Ruigh Aiteachain (não pergunte como pronunciar essa palavra em galês da Escócia!!!) foi restaurado e é administrado pela MBA (Mountain Bothies Association). No site da instituição existe o mapeamento e a descrição de cada um dos mais de 100 bothies que eles cuidam (http://www.mountainbothies.org.uk/).

DSC06021 REDUX

As cartas topográficas da Ornance Survey (OS maps) da Grã-Bretanha são fantásticos e extremamente confiáveis… Mas o Rio Feshie havia levado a ponte que o casal pretendia cruzar, obrigando-os a uma longa volta.

DSC06033 REDUX

O Quartel Ruthver (Ruthve Barracks) foi destruído pelo exército inglês depois da Revolta de 1745, o evento mais importante da história moderna da Escócia, que culminou com a Batalha de Culloden. As ruínas estavam no caminho do casal…

DSC06056 REDUX

O bothy Melgarve foi um dos mais bonitos e bem conservados que o casal visitou. O bothy fica no meio de uma antiga estrada militar, de terra, construída entre 1715 e 1745, entre o vilarejo de Laggan e a cidade de Fort Augustus.

DSC06058 REDUX

Logo depois do bothy Melgarve a velha estrada militar do General Wade começa a subir o Passo Corrieyairack, um roteiro clássico (e bem duro) do mountain bike escocês.

DSC06061 REDUX

Perto do topo do Passo Corrieyairack, entre o vilarejo de Laggan e a cidade de Fort Augustus, nas Highlands da Escócia.

DSC06063 REDUX

O casal teve que empurrar a tandem no final do Passo Corrieyairack, mas Guilherme Cavallari ficou bastante feliz com o desempenho da esposa, Adriana Braga, que fazia sua primeira ciclo-expedição na vida! Com apenas dois anos de experiência no mountain bike Adriana pedalou como uma veterana no esporte!

DSC06067 REDUX

Trecho da velha estrada militar do General Wade, que construiu esses caminhos no meio das Highlands para tentar “domar” o espírito guerreiro dos clans entre 1715 e 1745.

DSC06072 REDUX

Essa foto foi feita de cima da bike e mostra bem a diferença de altura da frente para a traseira da Tandem Kalapalo… A frente tem 19 polegadas e a traseira 16, por conta da diferença de altura de Guilherme Cavallari e Adriana Braga.

DSC06074 REDUX

Primeira vista do Lago Ness (Loch Ness) da viagem. Nesse lago supostamente existe um monstro pré-histórico que sobreviveu ao cataclisma que dizimou todos os dinossauros da Terra…

DSC06079 REDUX

Veados descansando em pasto ao lado de uma grande casa… Esses mamíferos pacatos e dóceis estão destruindo o que resta dos bosques escoceses. A superpopulação da espécie é um problema ambiental nas Highlands.

DSC06081 REDUX

Na saída de Fort Augustus, depois de uma noite no camping, o casal Guilherme Cavallari e Adriana Braga fez essa foto brincando com aqueles espelhos côncavos usados para observar melhor o trânsito na via.

Logo Osprey

Guilherme Cavallari e Adriana Braga usaram mochilas OSPREY nessa expedição e gostaram muito! O casal recomenda!

DSC06099 REDUX

Adriana Braga e Guilherme Cavallari num dia de frio, chuvisco e vento contra, entre Fort Augustus e o Loch Cluane (Lago Cluane), onde eles se hospedaram num lodge na beira da estrada. Essa foi a hospedagem mais luxuosa de toda a expedição!

DSC06109 REDUX

Depois de um longa e íngreme subida, entre Shiel Brigde (Ponte Shiel) e Glenelg Bay (Bahia Glenelg), o casal chegou a esse mirante sensacional… As montanhas ao fundo são as famosas Five Sisters of Kintail.

DSC06111 REDUX

… E no mesmo mirante, estava esse casal de escoceses curtindo um piquenique tranquilo. Diferentes estilos de apreciar a paisagem, né?

DSC06138 REDUX

Guilherme e Adriana acamparam em Sandaig, uma praia deserta famosa em todo o mundo… Foi nesse local que o escritor escocês Gavin Maxwell escreveu “Ring of Bright Water”, um clássico da literatura transformado em filme pelos estúdios Walt Disney.

DSC06130 REDUX

Sandaig, vista de outro ângulo, foi batizada por Maxwell em seu livro como “Camúsfearna” e sua localização foi mantida em segredo por algum tempo. Maxwell viveu e criou lontras selvagens como bichinhos de estimação aqui e encantou o mundo narrando a experiência.

DSC06122 REDUX

Quando Gavin Maxwell faleceu, suas cinzas foram depositadas em Sandaig e um monumento foi erguido no local. Hoje fãs visitam o local e prestam suas homenagens.

DSC06147 REDUX

Da Bahia Glenelg o casal pegou uma balsa para a Ilha de Skye. Essa pequena balsa de plataforma rotatória é única no mundo (diz a propaganda local). Dois marinheiros giram a plataforma manualmente para alinhar com as rampas de embarque e desembarque.

DSC06150 REDUX

Depois de uma longa subida, já na Ilha de Skye, essa era a vista para a Bahia Glenelg.

DSC06152 REDUX

Na Ilha de Skye, depois de passar e parar para almoçar na cidade de Broadford, Guilherme Cavallari e Adriana Braga acamparam num camping próximo ao vilarejo de Dunan, em frente ao Loch na Cairidh (impronunciável).

DSC06154 REDUX

Cachoeira na estrada até Portree, capital da Ilha de Skye, onde o casal dormiu uma noite.

DSC06173 REDUX

Palácio do Lord MacDonald de Raasay. A Ilha Raasay é conectada à Ilha de Skye por uma grande balsa. Esse palácio foi construído já no Século XiX, pois o castelo original do clã foi destruído pelo exército inglês depois da Batalha de Culloden em 1745.

DSC06172 REDUX

Guilherme Cavallari tira uma soneca depois de comer, nos jardins da Raasay House, hoje um hotel e restaurante, antigamente a casa do Lorde MacDonald de Raasay.

DSC06175 REDUX

Ainda na Ilha de Raasay, rumo ao seu extremo norte onde supostamente há um bothy. Reparem na placa de trânsito presa na tandem… Não é exigência das autoridades locais. Guilherme Cavallari encontrou essa placa nas estradas da Ilha de Skye e levou na bike, segundo ele: “A gente sempre estava acima do limite de velocidade nas estradas e eu queria dar uma chance às autoridades de nos multar…”.

DSC06180 REDUX

Ruínas do Castelo Brochel, antiga residência do Lord MacDonald de Raasay, destruído em represália pela participação do clã na Revolta de 1745 que tentou derrubar o Rei da Inglaterra de então.

DSC06182 REDUX

Esse trecho sinuoso da estrada que vai ao extremo norte da Ilha de Raasay é famoso e turístico. O morador local, Callum MacLeod, construíu sozinho, com um carrinho de mão, pá e picareta, quase 2 km de estrada sozinho nas décadas de 1960 e 1970. Um exemplo de determinação.

DSC06184 REDUX

Ainda na Callum’s Road em direção ao extremo norte da Ilha de Raasay, nas Highlands da Escócia.

DSC06185 REDUX

Uma característica da Escócia, em especial nas Highlands, é que qualquer um pode acampar em qualquer lugar. Nesse acampamento na Ilha de Raasay armamos barraca no quintal da casa de alguém. A casa estava vazia e a vista era fenomenal…

DSC06188 REDUX

… Foto do local onde fizemos acampamento selvagem no norte da Ilha de Raasay.

DSC06196 REDUX

Pedal de volta à vila de Clachan, onde a balsa chega a Raasay e volta para a cidade de Sconser, na Ilha de Skye.

DSC06198 REDUX

A Tandem Kalapalo, de Guilherme Cavallari e Adriana Braga, esperando o momento de embarcar na balsa que conecta as ilhas de Skye e Raasay na Highlands da Escócia.

Logo Extremos

O portal Extremos (www.extremos.com.br), maior e mais importante portal de esporte e turismo de aventura do Brasil, foi a mídia oficial da EXPEDIÇÃO HIGHLANDS TANDEM KALAPALO… Guilherme Cavallari e Adriana Braga gravaram diversos podcasts durante a viagem para o site.

DSC06200 REDUX

Iaques? Bovinos rastafari? Ovelhas gigantes? Nada disso… As Highland Cows (vacas das Highlands) é uma raça local e símbolo máximo da região.

DSC06212 REDUX

Falésias no extremo norte da Ilha de Skye, em Rubha Hunish, cerca de 20 km ao norte da cidade de Uig. Nesse local existe um bothy onde o casal dormiu uma noite…

DSC06219 REDUX

The Lookout, o bothy de Rubha Hunish, é um dos menores bothies da MBA e um troféu a quem caça esses abrigos simples em áreas remotas. A cabaninha foi usada na Primeira e na Segunda Grande Guerras para tentar avistar submarinos alemães…

DSC06222 REDUX

… Dentro do bothy The Lookout há um beliche que acomoda três pessoas. Adriana Braga dorme confortavelmente na “plataforma de casal”…

DSC06225 REDUX

… Enquanto Guilherme Cavallari enfrenta o vento forte e o frio de 5ºC para fazer fotos do por do sol no Oceano Atlântico Norte. The Lookout é muito usado hoje para observação de baleias.

DSC06245 REDUX

Da Ilha de Skye o casal pegou mais uma balsa, dessa vez até a Ilha de Harris, famosa por suas praias de areias brancas e aparência tropical. A ilha também é famosa por conta de sua tecelagem. A marca Harris Tweed é um patrimônio escocês!

DSC06242 REDUX

Mas apesar da aparência tropical, as praia da Ilha de Harris não acolhem bem os banhistas. Guilherme Cavallari e Adriana Braga fizeram um piquenique na Praia de Lukenstyre, mas não tiraram as roupas de inverno.

DSC06256 REDUX

Depois da Ilha de Harris, o casal pedalou pela Ilha de Lewis. Aqui, no centro da ilha, Guilherme Cavallari e Adriana Braga fizeram uma pausa para o almoço escondidos do vento gelado e da chuva fina dentro de um ponto de ônibus.

DSC06272 REDUX

O círculo de pedras (monolitos) conhecido como Callanish, é contemporâneo de Stonehenge, na Inglaterra. O povo que deixou esses alinhamentos astrais não deixou outras marcas de sua passagem e permanece ainda um mistério.

DSC06279 REDUX

Não muito distante de Callanish, esse Broch (construção da Idade do Ferra na Grã-Bretanha, que durou de 800 AC a 100 DC), conhecido como Dun Carloway, é um dos melhores exemplos desse tipo de residência feita de pedras empilhadas.

DSC06281 REDUX

Depois de visitar Callanish e Dun Carloway, Guilherme Cavallari e Adriana Braga dormiram uma noite na Blackhouse Village de Garenin. Hoje uma pousada, no Século XIX e até 1970 essa vila abrigou pescadores artesanais. As casas eram chamadas de Black Houses porque não tinham chaminés e o fogo deixava tudo e todos dentro delas pretas de fuligem.

DSC06297 REDUX

Depois de cruzarem a Ilha de Lewis de oeste para o leste, o casal pegou sua última balsa na viagem de Stornoway, capital de Lewis, até Ullapool, já no corpo principal da Escócia. Na foto a cidade de Ullapool.

DSC06304 REDUX

Depois de 18 dias de pedal e 708 km percorridos de tandem, o casal descansou um dia em Inverness. Na foto a livraria de livros usados Leaky’s, em Inverness… “Um dos sebos mais bonitos que já visitei”, disse Guilherme Cavallari.

DSC06312 REDUX

Instalado no prédio de uma antiga igreja, o sebo Leaky’s é uma atração turística em Inverness… Pelo menos para quem gosta de ler.

DSC06344 REDUX

Castelo de Edinburgh no último dia da viagem, enquanto o casal descansava na capital da Escócia…

DSC06329 REDUX

Numa visita ao National Museum of Scotland, Guilherme Cavallari e Adriana Braga viram essa tandem quadrupla e já começaram a imaginar outra viagem… Com mais gente!