Kalapalo na Mídia »

2007, fevereiro – revista JUNGLE DRUMS

Foot on the pedal, pen to paper

After criss-crossing London and Berlin on his bike, Brazilian author travels across São Paulo and writes guidebook on cycling routes throughout the state

Words: Natalia Viana
Photos: Guilherme Cavallari

Guilherme Cavallaris passion for cycling first came to light in 1998, when he rode through the streets of London on his way to work. “In Brasil, cycling is stigmatized, because cars are still seen as status symbols. But in London I fell in love with the versatility a bike offers”.

The passion as such that six years later he returned to Europe, this time to take up cycling as a living: he became a courier in Berlin, in Germany. “During the week Id cycle on average 100km, and then at the weekend Id ride around visiting other cities”.

When he returned to Brasil he immediately tried to find cycling routes in São Paulo. Faced with a dearth of information, he had to pull his sleeves up, or rather, put his foot on the pedal, in order to map out for himself the states trails. Then, in 2001, he published the first ever guidebook devoted to cycling tours in Brasil.

Since then, the book has become increasingly popular, and every four months the cyclist launches a new edition of the Trail Guide enCYCLOpedia, always showcasing new routes. “São Paulo state is incredibly varied. You car ride 60km and come across small villages that look like theyre straight out of the 19th Century”. Below are some breath-taking routes recommended by Guilherme.

A paixão pela bicicleta nasceu em 1998, quando Guilherme Cavallari pedalava pelas ruas de Londres para chegar ao trabalho. “No Brasil, a bicicleta tem um estigma, já que carro ainda é sinal de status. Mas em Londres eu me apaixonei pela versatilidade da bike”.

A paixão foi tão grande que seis anos depois ele voltou para a Europa, dessa vez para adotar a bike como meio de vida: virou courier em Berlim, na Alemanha. “Durante a semana eu pedalava em média 100 quilômetros. E no fim de semana era cicloturismo, ia visitar outras cidades.”

Quando ele voltou ao Brasil, tratou imediatamente de procurar roteiros em São Paulo. Diante da ausência de informações, teve que botar a mão na massa, ou melhor, o pé no pedal para mapear ele mesmo as trilhas do estado. Assim, em 2001 ele publicou o primeiro guia de roteiros turísticos de bicicleta do Brasil.

De lá para cá, a procura só aumentou, e a cada quatro meses o ciclista lança uma nova edição do Guia de Trilhas enCICLOpédia, sempre com novos roteiros. “São Paulo é um estado com muita variedade. Você anda 60 quilômetros e chega a uma vilazinha que parece estar ainda no século 19. “Abaixo, Guilherme indica três roteiros de tirar o fôlego – pela sua beleza, claro.

 

ROTEIRO SERRA DO MAR

Paraibuna – Natividade da Serra – São Luís do Paraitinga – Natividade da Serra

Youll spend the whole day riding, from 9am to 4pm, but its a very beautiful route. Youll get across coffee plantations dating back to the 18th and 19th Centuries. The trail is very picturesque, with streams, waterfalls and villages where you can drink sugar cane juice or eat corn pudding. Theres lots of plant life and crystal-clear rivers where you can go skinny-dipping. Its unbelievably cheap.

“O ciclista vai ficar o dia inteiro na função, das 9 da manhã às 4 da tarde pedalando, mas é tudo muito bonito. Este roteiro faz parte da história do ciclo do café, tem fazendas dos séculos XVIII e XIX. A trilha passa por lugares pitorescos, riozinhos, cachoeiras, vilarejos, onde se pode tomar garapa ou comer pamonha. Tem muito verde, rios limpíssimos onde você até nadar pelado. E é inacreditavelmente barato”.

Journey: 159 km in 4 days
Cost per day: around £5 for accommodation and £5 for food
Physical Exertion: moderate

 

ROTEIRO SERRA DA MANTIQUEIRA

Joanópolis – Monte Verde – Gonçalves – São Francisco Xavier – Joanópolis

Its a very mountainous region, with peaks of up to two thousand metres. The route takes in four tourist cities, with hotels and restaurants. The surrounding woodland is always lush and full of wildlife: deer, snakes, monkeys, an infinite array of birds. And youll even have money to spare that you can spend in the towns. If you like mountains, Monte Verde is a must.

“É região de serra, com montanhas de até dois mil metros. O roteiro passa por quatro cidades turísticas, que têm estrutura de hotel e de alimentação. A vegetação é sempre verde, com muitos animais: veado campeiro, cobra, macaco, uma infinidade de pássaros. Para quem gosta de montanha, Monte Verde é uma referência.”

Journey: 200 km in 4 days
Cost per day: aorund £15 for accommodation and £15 for food
Physical Exertion: high, the track is bumpy

 

LITORAL SUL

Morretes (PR) – Iguape (SP)

The journey takes in historical buildings, like the fort on Ilha do Mel, which dates back to the 18th Century. This trip involves several small boat trips, which makes it different from the others. So make the most of the abundant water and swim a lot. Theres a big state park in the region, which contains two islands. To cross from one island to the other, youll have to travel in a fishing boat, which should cost around £3 or £5. Afterwards, youll travel on to Cananéia, crossing over from Ilha do Cardoso by ferry and then cycling up until Iguape, a beautiful 16th Century city.

“O percurso traz construções históricas, como o forte da Ilha do Mel, do século XVIII. Essa viagem impõe várias pequenas travessias, e a grande característica dela é a abundância de água. Então aproveite e nade bastante. Na região há um grande parque estadual, que inclui a Ilha do Superagüi e a do Cardoso. Entre as duas ilhas, a travessia é feita em barquinho de pescadores, que custa entre £3 e £5. Depois, o ciclista vai até Cananéia, atravessa de balsa para a Ilha Comprida e então segue pedalando até Iguape, uma bela cidade do século XVI.”

Journey: 150 km in 4 days
Cost per day: £10 on accommodation and £10 on food
Physical Exertion: low