Blog »

TRANSPATAGÔNIA (APRESENTAÇÃO)

Kalapalo 04/07/2012 5

Patagônia é sinônimo de gigantescas extensões despovoadas de terra, clima imprevisível e ameaçador, geografia épica e inóspita, forte cultura local, riqueza de fauna e flora, história e engajamento com a cultura outdoor… Cenário único e irresistível para aventureiros, exploradores e espíritos irrequietos.

Os limites geográficos convencionais que delimitam essa área, de 1.043.076 km², são: ao norte, no lado argentino, o Rio Colorado dos Andes até a cidade costeira de Carmen de Patagones no Oceano Atlântico e, do lado chileno, o rio Calle Calle dos Andes até a cidade costeira de Valdivia no Oceano Pacífico. Ao leste: o Oceano Atlântico.  Ao oeste: o Oceano Pacífico. Ao sul: o Estreito de Magalhães.

Desde que montei a Kalapalo Editora, em 2001, tenho dedicado minha vida profissional a melhorar as condições de prática de esportes e turismo de aventura no Brasil. Sempre identifiquei a falta de roteiros apropriados como um dos principais gargalos de estreitamento do segmento aventura no Brasil.

Desenvolvi uma série de livros chamados Guia de Trilhas enCICLOpédia, com oito volumes em circulação e aproximadamente 500 km de trilhas para mountain bike na Região Sudeste. Com isso acho que resolvi por um bom tempo o problema de “onde pedalar” do público paulista.

Criei na sequência, no Guia de Trilhas cicloMANTIQUEIRA, um roteiro de 30 dias de duração e 1.168 km de trilhas consecutivas ligando toda a extensão, ida e volta por caminhos diferentes, da Serra da Mantiqueira. Depois criei no recém-lançado Guia de Trilhas Serra Geral (BluGrama), um roteiro ainda mais longo, com 1.611 km de trilhas consecutivas, em 32 dias de pedal, ligando toda a Serra Catarinense e a Serra Gaúcha, de Blumenau (SC) a Gramado (RS) ida e volta por caminhos diferentes. Entre esses dois mega projetos, mapeei detalhadamente toda a extensão da Carretera Austral, na Patagônia chilena, em uma rede de 1.689 km de estradas, sendo 80% de terra, numa publicação única no mundo.

Agora decidi criar um roteiro ainda maior, mais abrangente, mais desafiador, digno de constar como “o maior roteiro de mountain bike do mundo”. Mais de 7.000 km de estradas, a imensa maioria de terra, com grandes roteiros de trekking selvagem ao longo do caminho. Desenhei e vou mapear a  TRANSPATAGÔNIA.

O QUE É A TRANSPATAGÔNIA?

Inspirado nas viagens, aventuras e explorações de Chatwin, Theroux, Pilkington, Shipton, Tilman, FitzRoy, Darwin, Magalhães e Drake, esse roteiro percorrerá, exclusivamente em bicicleta e de forma individual, autônoma, auto-suficiente e independente, cerca de 7.000 km por toda a extensão da Patagônia.

O percurso começa e termina em Bariloche, no paralelo 41°, na Argentina, seguindo até a Ilha Navarino, na Terra do Fogo chilena, no paralelo 55°. Ida e volta por caminhos diferentes e atravessando a Cordilheira dos Andes por 14 vezes, em praticamente todas as passagens disponíveis e por algumas passagens indisponíveis e inexploradas também.

Todo o equipamento será transportado em um trailer especial acoplado à roda traseira da bicicleta, cerca de 30 quilos de material e alimentos. Durante os seis meses previstos para a expedição, serão realizados também diversos roteiros de trekking selvagem, alguns exploratórios, a maioria pouco conhecidos, apresentando possibilidades de turismo aventura ainda pouco conhecidos do grande público. Estima-se em 500 km previstos de trekking para a expedição.

QUAL O OBJETIVO DE TUDO ISSO?

Organizar, na forma de livro de narrativa literária com mapas do percurso, um roteiro dividido e organizado em sete anéis interligados, percorrendo toda a extensão geográfica da Patagônia, tanto chilena quanto argentina. Descrever a viagem, suas dificuldades, conquistas, descobertas e aprendizados de modo simples, poético e objetivo ao mesmo tempo, que inspire e incentive outras pessoas a viverem aventuras semelhantes.

QUAL O ROTEIRO PREVISTO?

Todo o deslocamento será feito em bicicleta, com exceção de travessias em barco (indicadas) onde não há forma de travessia terrestre, conforme a sequência:

Bariloche – Puerto Varas (Chile) (barcos/bike) – Puerto Montt – Ilha Chiloé até Quellón (barco) – Chaitén Villa Santa Lucía – Tecka (Argentina) – José de San Martín – Coihaique (Chile) – Perito Moreno (Argentina) – Chile Chico (Chile) – Cochrane – Villa O’Higgins – Las Horquetas (Argentina) – Tres Lagos – El Calafate – Parque Nacional Torres del Paine (Chile) – Puerto Natales – Punta Arenas – Porvenir – Ushuaia (Argentina) – Puerto Williams (Chile) – Ushuaia (Argentina) – Rio Grande – Cerro Sombrero (Chile) – Punta Arenas – Río Gallegos (Argentina) – El Chaltén (barcos/bike) – Villa O’Higgins (Chile) – Las Horquetas (Argentina) – Bajo Caracoles – Cochrane (Chile) – Villa Cerro Castillo – Coihaique – Villa Santa Lucía – Esquel (Argentina) – El Bolsón – Bariloche)

QUAIS SERÃO OS ROTEIROS DE TREKKING A SEREM REALIZADOS?

• Parque Nacional Chiloé (3 dias)
• Travessia Chile Chico – Reserva Yeneimeni – Estancia Chacabuco – Reserva Tamango-Cochrane (7 dias)
• Torres del Paine (Sul – Lago Pingo) (7 dias)
• Cabo Froward (Monte Tarn + Sendero de Chile) (4 dias)
• Ilha Navarino (Windhon) (6 dias)
• El Chaltén – Lago Túnel o Toro – Paso del Viento – Paso Huemul – Estancia Rio Túnel – El Chaltén (5 dias)
• Cerro Castillo (travessia) (4 dias)
• Travessia El Bolsón-Cochamó-El Bolsón (7 dias)

TOTAL: 43 dias de trekking e aproximadamente 500 km de trilhas a pé com acampamentos selvagens ao longo dos percursos.

COMO VOCÊ PODE SE INVOLVER COM O PROJETO?

De diversas maneiras… Primeiro, acompanhando tudo pelo meu blog (http://clubedaaventurakalapalo.blogspot.com.br/) comentando ativamente, indicando o blog a amigos… Segundo, adquirindo o livro uma vez publicado, ou ainda adquirindo antecipadamente um volume autografado, numerado, com dedicatória exclusiva (aguarde essa novidade)… Terceiro, participando da organização da expedição com dicas, informações, contatos, encontros comigo ao longo do percurso, etc. Para isso basta demonstrar interesse e participar de reuniões regulares que serão marcadas, ao vivo e online, através do nosso Clube da Aventura Kalapalo. Se você acha que pode contribuir ou simplesmente gostaria de participar dos bastidores dessa aventura, escreva para mim ([email protected]).

QUANDO COMEÇA A AVENTURA?

A saída para a TRANSPATAGÔNIA está marcada para 1° de novembro próximo, quinze dias antes do meu aniversário de 50 anos… O término está previsto para 30 de abril de 2013. Início e final marcados em Bariloche, Argentina.

  1. Anonymous 05/07/2012 at 18:54 - Responder

    Comentário: parabens. vc é o cara literalmente
    lhe desejo tudo de bom

    QUE DEUS ILUMINE SEUS CAMINHOS

    isaias de araujo silva
    patos paraiba

  2. Edver Carraro 17/07/2012 at 16:30 - Responder

    Comentário: Gui, parabéns pelo grandioso projeto!

    Vou acompanhar cada detalhe e ficar na torcida para que tudo saia como o previsto!Tire boas fotos!

    Abraço!

  3. Anonymous 13/09/2012 at 4:48 - Responder

    Comentário: Uau ! Mega projeto, mega roteiro ! Sucesso !!

  4. Tonico 17/09/2012 at 21:04 - Responder

    Comentário: Boa garoto!!! Viagem fantástica! Quero um livro autografado!! E parabéns!! 50 anos com corpinho de 49, héin? hahaha

    Tonico, da Companhia de Canoagem.