Trilhas e Roteiros »

CicloMantiqueira DIA 21 / Aiuruoca – Alagoa

CicloMantiqueira DIA 21 / Aiuruoca – Alagoa

KM Total: 39,65
Metros subidos: 1.189 / descidos: 1.005
Tempo estimado: 2 a 5:30 horas

DESCRIÇÃO:

O caminho mais curto entre os municípios mineiros de Aiuruoca e Alagoa tem apenas 32 quilômetros de extensão e segue paralelo ao Rio Aiuruoca. Mas esse não é o caminho mais tranquilo ou bonito. A alternativa proposta pela CicloMantiqueira passa pelo Vale do Matutu, onde exite uma comunidade do Daime de mais de vinte anos e onde se encontram as melhores pousadas da região. Depois do Matutu, nosso caminho cruza o Rio Aiuruoca e segue por sua margem oposta à estrada oficial, sem trânsito de veículos motorizados. Isso tudo acrescenta oito quilômetros ao roteiro, mas também soma beleza e sossego. A partir do Vale do Matutu ou do centro de Aiuruoca é possível visitar o Parque Estadual do Pico do Papagaio e percorrer suas trilhas a pé. Todo o percurso, bem como indicações de hospedagem e alimentação, encontra-se minuciosamente descrito e mapeado no GUIA DE TRILHAS CICLOMANTIQUEIRA.

 

Trilhas são caminhos orgânicos, vivos, primeiras testemunhas de nossos passos na Terra. Todo caminho nasce de uma trilha. Todo caminho guarda em si o DNA de sua origem. Antes de visitar qualquer trilha publicada em nossos livros, aconselhamos a visita a sua página nessa sessão. Leia os comentários de quem já esteve lá, verifique se houve alteração nos roteiros. Depois de fazer uma de nossas trilhas, escreva aqui seus comentários e ajude a manter nossos títulos atualizados. A comunidade Kalapalo agradece…

Sua opinião (em pedaços de pizza)

2 comentários »

  1. Luciano Vieira 02/06/2013 at 0:11 - Responder

    Esporte praticado: MTB

    Característica pessoal: Amador

    Comentário: Iniciei em Aiuruoca o anel 3 da CicloMantiqueira, então esse foi meu primeiro dia de viagem. O trecho até o Matutu (meu velho conhecido) mais a trilha do Cangalha são os desafios do dia, são as subidas mais íngremes. Depois o caminho fica bem plano, acompanhando o rio, com subidas leves. A escolha desse trecho (que por sinal coincide com o Caminho dos Anjos) foi muito feliz, a estrada é bem bonita, destaque para o pequeníssimo porém muito simpático bairro do Ouro Fala. Cheguei cedo em Alagoa, a tempo de pegar o almoço do restaurante da Pousada Pica Pau, preparado com carinho pela D. Inês. A pousada em si é bem honesta, preço justo e acomodações confortáveis, apesar de simples.

    Nota:

  2. Walter Kauss 07/04/2010 at 23:17 - Responder

    Esporte praticado: Motocross

    Característica pessoal: Amador

    Comentário: Este era meu quarto dia de trilha e pensava em ir curtindo o caminho (86,8 km) até Itamonte. Saindo de Aiuruoca rodo por um pouco mais de 7 km na estrada principal que vai para Alagoa e então entro para direita em direção ao Vale do Matutu. Como tem movimento de carros o negócio e ir com um olho no padre e outro na missa, todo cuidado é pouco. No Matutu vale uma parada, fotografar o Casarão, ir na loja de artesanato e desfrutar um pouco da boa atmosfera local. O singletrack para Cangalha e curto e não exigiu do meu físico. Depois cruzo a estrada principal e vou por uma estrada que corta várias fazendas e sem movimento, a não ser de bois.

    Nota:

Deixe um comentário »

* * *


− um = 7