Trilhas e Roteiros »

GT enCICLOpédia Vol. 8 / Jambeiro 1

GT enCICLOpédia Vol. 8 / Jambeiro 1

KM Total: 66,59
Metros subidos: 1.620
Metros descidos: 1.620
Tempo estimado: 2:45 a 6:30 horas

DESCRIÇÃO:

Uma mini-cicloviagem de um dia de duração, mas com a possibilidade de pernoite em Redenção da Serra se necessário. Essa trilha é desafiante. A quilometragem é relativamente alta, a soma de metros subidos e descidos mostram que o roteiro é fisicamente exigente, mas o terreno é o principal desafio. Em diversos trechos a qualidade do solo é tão irregular, precário, que as estradinhas de terra mais parecem singletracks. A região é muito rica em trilhas e na coleção Guia de Trilhas enCICLOpédia há diversos roteiros publicados que podem ser conectados a esse, como a Cicloviagem 1 publicada no Guia de Trilhas (Vol. 1) e a trilha Paraibuna 4 publicada no Guia de Trilhas (Vol. 2). Um pedal bem servido, para ciclistas com espírito aventureiro.

 

Trilhas são caminhos orgânicos, vivos, primeiras testemunhas de nossos passos na Terra. Todo caminho nasce de uma trilha. Todo caminho guarda em si o DNA de sua origem. Antes de visitar qualquer trilha publicada em nossos livros, aconselhamos a visita a sua página nessa sessão. Leia os comentários de quem já esteve lá, verifique se houve alteração nos roteiros. Depois de fazer uma de nossas trilhas, escreva aqui seus comentários e ajude a manter nossos títulos atualizados. A comunidade Kalapalo agradece…

Sua opinião (em pedaços de pizza)

Um comentário »

  1. Luciano Vieira 24/09/2011 at 20:55 - Responder

    Esporte praticado: MTB

    Característica pessoal: Amador

    Comentário: Estive em Jambeiro no dia 23/09/11 ,e gostei dessa trilha... Trechos isolados, mata nativa aqui e ali, cachoeiras, bairros rurais simpáticos... O trecho onde o guia fala que o terreno é difícil, na verdade foi melhorado... Por causa do corte do eucalipto, as estradas do ponto 1.76 ao ponto 7.96 e de 8.81 até 12.02 estão terraplanadas e ótimas, exceto por alguns trechos de atoleiro (em plena estação seca)... O único trecho ruim que sobrou foi do ponto 7.96 ao 8.81, que virou realmente um singletrack, com erosões, pedras e tudo o mais... Ao chegar em Redenção da Serra é digno de nota o fato de que a cidade mudou de lugar por causa da represa... A antiga igreja ainda é imponente e bonita, apesar de relegada à "periferia" da cidade... Interessante... O caminho de volta pra Jambeiro tem uma descida alucinante (cuidado com possíveis veículos, cruzei com um caminhão que subia em velocidade alta, e na contra-mão) por dentro da fazenda de reflorestamento, que apesar de ser o que é (A gente sempre tem a tendência a considerá-las as vilãs) , tem os trechos de mata ciliar preservados ao longo do rio que acompanha a trilha... O que infelizmente não acontece em muitos trechos em propriedades menores (cujos donos não preservam as matas ciliares), onde se nota o assoreamento das margens do rio... A trilha realmente é dura, um pouco pela quilometragem e outro tanto pelas subidas, que não são poucas... No final, no entanto, as descidas são um belo refresco e descanso pras pernas cansadas de tantas pedaladas... Recomendo, genial ! Um abraço !

    Nota:

Deixe um comentário »

* * *


− três = 2