Trilhas e Roteiros »

Trekking Pedra das Flores / Pedra do Lopo

Trekking Pedra das Flores / Pedra do Lopo

KM Total: 13,60
Metros subidos: 1.026 / descidos: 1.026
Tempo estimado: 3:30 a 6 horas

DESCRIÇÃO:

Esse é o roteiro mais curto e fácil do GUIA DE TRILHAS TREKKING (VOL. 1) e o único recomendado para ser feito em apenas um dia, ida e volta pelo mesmo caminho. A Pedra das Flores fica no começo da Serra da Mantiqueira, entre os municípios de Extrema (MG) e Joanópolis (SP) e pode ser vista de muito longe, da Rodovia Fernão Dias (BR 381), imponente e atraente. A trilha que leva ao topo da montanha corta toda sua encosta verde, subindo entre mata fechada de característica nitidamente secundária, em recuperação. O resumo do percurso é subir e depois descer a montanha, sem trechos planos, pelo mesmo caminho. É possível acampar no topo, mas é preciso leva água morro acima. Também conhecido como “Pedra do Lopo”, esse trajeto é bastante usado por vários grupos de trekking, desde amigos, clubes e famílias, que se juntam para subir a montanha, o roteiro é percorrido regularmente inclusive por escolas de aventura e atletas em treinamento.

Trilhas são caminhos orgânicos, vivos, primeiras testemunhas de nossos passos na Terra. Todo caminho nasce de uma trilha. Todo caminho guarda em si o DNA de sua origem. Antes de visitar qualquer trilha publicada em nossos livros, aconselhamos a visita a sua página nessa sessão. Leia os comentários de quem já esteve lá, verifique se houve alteração nos roteiros. Depois de fazer uma de nossas trilhas, escreva aqui seus comentários e ajude a manter nossos títulos atualizados. A comunidade Kalapalo agradece…

Sua opinião (em pedaços de pizza)

5 comentários »

  1. Andrew 25/08/2014 at 22:54 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Amador

    Comentário: Foi a primeira trilha das guias do Guilherme que fizemos e o teste foi um suceso total. Entre a guia e os comentarios aqui sobre a cerca da fazenda, era uma subida tranquila. Fizemos em 2 dias (tambem para fazer um pouco de teste do nosso equipamento), então suponho que a nossa experiencia foi um pouco diferente à experiencia das outras pessoas aqui. 1. Com filtro era tranquilo abastecer agua no ultimo ponto marcado na guia, mas sem filtro pode ser que lá já vai abastecer muito sedimento: o corrego é bem pequeno e não corre muito. Para ter certeza de agua limpo pode ser melhor abastecer já na cachoeira. 2. Nos erramos na trilha onde tem um arvore com "Cesar" escrito em grandes letras (depois do corrego, na ultima subida antes da bifurcação para os dois cumes). Parece que tem trilha subindo a cresta lá, passando pela direita desse arvore, mas essa trilha não é! Deixa o arvore a mão direita e sobe pela esquerda! 3. Ainda estamos em duvida sobre os tempos: na subida estavamos um pouco lento, e subimos em 4 horas e meia. Isso inclui umas pausas e nos perdendo a trilha e subir pelo meio da mata mesmo, mas descontando isso, ainda é bem mais que as ~2 horas que diz como guia de velocidade meia. A descida fiz o cronometragem um pouco mais rigida, e contando somente tempo caminhando, descimos desde a bifurcação ate o posto de gasolina embaixo em 1h45. Pode ser que a subida era bem mais lento que a guia por culpa das mochilas, ou porque subimos geralmente mais lento que Guilherme. Vamos ter que testar mais com as outras trilhas! Além desses pontos só falta dizer que nos gostamos muito da trilha. A trilha sobe pela floresta, e é muito bonito. Também o nome "Pedra das Flores" é muito apto. Em pleno inverno o cume estava cheio de flores! Muito bonito, e as vistas também.

    Nota:

  2. Celestino lourenço do vale 25/07/2011 at 18:42 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Amador

    Comentário: no dia 16 de julho de 2011 fui fazer a trilha e encontrei a porteira fechada com cadeado. Entrei a esquerda pela mata e me guiei pela cerca e pelas casas da fazenda para sair atrás da mesmas e pegar a trilha. Foi superfácil 5 minutos estava na trilha certa. O mato também está pisado pois algumas pessoas estão fazendo a mesma coisa. O resto foi super tranquilo, com direiro a uma perdidinha boba; mas faz parte do jogo e de vez em quando é bom se perder assim quando se perder de fato você lida melhor com o estresse!!

    Nota:

  3. Andreas Elster Rubim 19/07/2011 at 18:43 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Amador

    Comentário: Fiz novamente com um grupo maior de pessoas, mas dessa vez a entrada da fazenda estava com cadeado, batemos palma, assoviamos, e nada de alguém aparecer, pulei a porteira e fui ver se tinha alguém, e nada. Então falei para todos pularem a cerca, não achei a melhor coisa a fazer, mas já estava comprometido a fazer a trilha. Sei que tem vários outros caminhos, um dia desses exploro uma alternativa e relato mais alguma coisa.

    Nota:

  4. Danilo Capistrano 05/07/2011 at 18:43 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Amador

    Comentário: Subi na Pedra das Flores usando o guia. Está perfeito, trilha perto de São Paulo, de nível médio (pelo menos para mim!), programaço de fim de semana. Nem tenho o que comentar, só vendo a vista da represa lá da Pedra das Flores para entender!!!

    Nota:

  5. Andreas Elster Rubim 22/11/2010 at 18:44 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Amador

    Comentário: Fiz essa trilha duas vezes, uma vez sozinho e uma vez com mais dois amigos, foi bem legal. Pedi passagem na entrada da fazenda e fui muito bem recebido, o senhor que me recebeu até me indicou uma pedra que foi marcada pelos bandeirantes, muito legal, está no meio de um bambuzal perto do corrego que temos que cruzar ainda bem perto da fazenda. Seguindo o guia foi bem tranqüilo achar as referências e não tive problema nenhum em me localizar. Obrigado Guilherme por esse ótimo material para nós que estamos aprendendo ainda a descobrir o trekking.

    Nota:

Deixe um comentário »

* * *