Trilhas e Roteiros »

Trekking Ponta da Juatinga

Trekking Ponta da Juatinga

KM Total: 33,14
Metros subidos: 2.141 / descidos: 2.130
Tempo estimado: 4 dias

DESCRIÇÃO:

Em um país com 9.198 quilômetros de litoral, a maior parte dessa distância composta de praias, é natural que exista excelentes roteiros de trekking ao longo da costa brasileira. Esse é exatamente o perfil da Travessia da Ponta da Juatinga, um roteiro de trekking costeiro, praiano, litorâneo, caiçara e tipicamente brasileiro. A península da Juatinga pertence ao municio de Paraty e faz parte da uma área transformada em Reserva Ecológica em 1992. O roteiro pode ser resumido por dois tipos de terreno… Praias desertas ou com pequena população caiçara de pescadores e gigantescas áreas de mata atlântica preservada. Existem várias opções de início, aumentando ou diminuindo a extensão total da travessia, sendo que todas as possibilidades estão mapeadas e publicadas no GUIA DE TRILHAS TREKKING (VOL. 1). É possível alugar quartos em casas de pescadores, devidamente preparados para receber turistas, e comer deliciosos pratos de culinária local, diminuindo muito o volume e peso de equipamento a ser carregado na mochila. A dificuldade física desse roteiro de trekking não é baixa, como mostram os números da quilometragem total e dos metros acumulados de subida e descida, mas o principal vilão é a umidade relativa do ar, sempre próximo de 100%. Esse é um roteiro de verão, de muito suor e deliciosos banhos de mar ao final de cada etapa.

Trilhas são caminhos orgânicos, vivos, primeiras testemunhas de nossos passos na Terra. Todo caminho nasce de uma trilha. Todo caminho guarda em si o DNA de sua origem. Antes de visitar qualquer trilha publicada em nossos livros, aconselhamos a visita a sua página nessa sessão. Leia os comentários de quem já esteve lá, verifique se houve alteração nos roteiros. Depois de fazer uma de nossas trilhas, escreva aqui seus comentários e ajude a manter nossos títulos atualizados. A comunidade Kalapalo agradece…

Sua opinião (em pedaços de pizza)

2 comentários »

  1. Andrew 29/07/2015 at 11:22 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Amador

    Comentário: Fiz esta travessia no feriado do 09/07 a 12/07. A trilha é ótima e a navegação realmente sem complicações. Fizemos a trilha invertida, começando na Vila Oratorio e indo para Pouso. Tem de estar atento no primeiro trecho desde Ponta Negra, subindo para Cairuçu, mas era impossível sair da Ponta Negra sem receber umas 20 dicas de como seguir! Duas dicas: 1) leva repelente boa, porque tem borrachudos em todas as praias. Único lugar onde não vi borrachudos é a praia da Sumaca (uma hora desde Martins, na direção do farol). Uma delicia de praia em qq caso, mas ainda melhor que não encontrei com esses bichinhos infernais! O Seu Maneco disse que antes somente teve borrachudos no verão, mas há poucos anos persistem durante inverno também. 2) Se gosta da tranquilidade, não faça durante verão. Martins de Sá foi descoberto pelo turismo quase massivo. O Seu Maneco falou que teve 1200 pessoas no camping para o réveillon 2014/15, e que em geral estava bem lotado entre natal e carnaval.

    Nota:

  2. Mateus Rezende 16/04/2009 at 18:50 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Profissional

    Comentário: Fiz a travessia da Ponta da Juatinga nesse ultimo feriado 10/04 a 12/04. Otima trilha, muita mata fechada, muita água, praias lindas, gente hospitaleira e o melhor de tudo, muito preservado. Só que achei o roteiro mal distribuido. Sair da Cajaiba, dormir em Martin de Sá e de lá fazer até Ponta Negra é perrengue, por causa da subida. Eu optei por fazer diferente. Sai de Cajaiba, passei direto por Martin de Sá e dormir em Cairuçu. Pela manhã e descansado, enfrentei a famigerada subida. Fora isso o guia foi espetacular, tanto nas indicações, quanto no local escolhido.

    Nota:

Deixe um comentário »

* * *


− 6 = um