Trilhas e Roteiros »

Trekking Serra Fina

Trekking Serra Fina

KM Total: 31,11
Metros subidos: 2.901 / descidos: 2.921
Tempo estimado: 4 dias

DESCRIÇÃO:
Conhecida como “a travessia mais dura do Brasil”, a Serra Fina atrai excursionistas de todos os cantos do país. Mas, justiça seja feita, a distância total a ser percorrida não faz dessa travessia nenhum roteiro de ultramaratona em montanha! As grandes dificuldades de fato são a navegação, o terreno extremamente acidentado e a escassez de água ao longo do caminho, que obriga os trekkers a levarem peso extra na mochila depois de cada ponto de abastecimento. Tem gente que faz a travessia em dois dias e alguns atletas já fizeram inclusive em apenas um dia, praticamente sem caminhar à noite. O cenário é belíssimo e o ponto alto da travessia, literalmente, é o Pico da Pedra da Mina (2.798 m), quarta montanha mais alta do Brasil. O primeiro dia é todo morro acima, o segundo sobe mais do que desce, o terceiro desce mais do que sobe e o quarto só desce. O final do segundo dia é o topo do Pico da Pedra da Mina, com a possibilidade de encurtar a travessia descendo pela “variante do Paiolinho”, uma trilha que sobe e desce a Pedra da Mina por outro acesso, também mapeado e publicado no Guia de Trilhas Trekking (Vol. 1) sobe o nome de Trekking Pedra da Mina.

Trilhas são caminhos orgânicos, vivos, primeiras testemunhas de nossos passos na Terra. Todo caminho nasce de uma trilha. Todo caminho guarda em si o DNA de sua origem. Antes de visitar qualquer trilha publicada em nossos livros, aconselhamos a visita a sua página nessa sessão. Leia os comentários de quem já esteve lá, verifique se houve alteração nos roteiros. Depois de fazer uma de nossas trilhas, escreva aqui seus comentários e ajude a manter nossos títulos atualizados. A comunidade Kalapalo agradece…

Sua opinião (em pedaços de pizza)

4 comentários »

  1. Bruno 23/03/2015 at 12:08 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Amador

    Comentário: Consegui fazer a travessia Serra Fina apenas com auxílio do Guia de trilhas, não contratamos guia, muito bem descrito e você não pode deixar faltar água, pois aí sim a confusão mental não vai deixar que siga o caminho certo! Lembrar que antes da Pedra da Mina tem um ponto de água (mancha vermelha e mancha preta) a direita, mas depois deve voltar e seguir o caminho.

    Nota:

  2. Tiago Korb 09/09/2011 at 19:05 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Profissional

    Comentário: Após a descida do Capim Amarelo haverá uma pequena subida e chegasse a um platô onde no livro diz que a trilha segue próxima a uma pequena árvore entenda-se: No começo do platô há 2 totens de pedra bem a esquerda, passe por eles e siga por entre o labirinto do capim na altura do peito. Vá na direção para a Pedra da Mina, passando próximo ao mato da esquerda. No final do capim alto a esquerda a trilha entra na mata. Pra mim este foi o trecho mais difícil de encontrar durante a travessia.

    Nota:

  3. Tiago Korb 09/09/2011 at 19:04 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Profissional

    Comentário: Água: Dou a dica para as pessoas que forem fazer a Travessia da Serra Fina de que peguem um pouco de água no rio em frete a Toca do Lobo. Na subida para o Capim Amarelo há uma cascata pequena (dá para ouvir ela da trilha), onde pode-se abastecer com toda água evitando de carregar peso em boa parte da subida. Para a Pedra da Mina se o grupo tiver ao menos 3 pessoas dou a dica de acamparem no topo da Pedra da Mina ou no local indicado no livro pelo Guilherme. Como chega-se cedo ao topo, pode-se voltar até o ponto de água antes do topo sem mochila e pegar água. Ou descer até o Vale do Ruah e pegar água. Uma pessoa fica no acampamento cuidando das coisas e os outros captam a água. Assim evita-se de carregar 4 litros de água até o topo da Pedra da Mina. O que é bem desgastante.

    Nota:

  4. Tiago Korb 09/09/2011 at 19:04 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Profissional

    Comentário: Depois do Alto dos Uivos a trilha vai descendo e entra na mata. Haverá após um tempo uma estrada nitida que você caminhará por ela. Após um tempo você achará um uma bica de água a sua direita no caminho para o Sítio do Pierre. Após esta bica, não é muito longe, haverá uma estrada para a direita (a trilha pro sítio do Pierre é pra esquerda), se você estiver fazendo a Transmantiqueira toda a pé ou querendo ir para o PN Itatiaia, esta estrada é um excelente atalho até a Garganta do Registo.

    Nota:

Deixe um comentário »

* * *