Trilhas e Roteiros »

Trekking Marumbi

Trekking Marumbi

KM Total: 20,32
Metros subidos: 1.938 / descidos: 2.303
Tempo estimado: 8:15 a 15:15 horas

DESCRIÇÃO:

Curitiba tem muita história e tradição em montanhismo e o Marumbi é o berço de tudo por lá. O Parque Estadual Pico do Marumbi, criado em 1990, mantém e protege um maciço montanhoso na Serra do Mar próximo a Curitiba. O topo dessa montanha apresenta diversos picos rochosos recortados, cada um com nome e história própria, todos picos de escalada. Esse roteiro na verdade é a união de dois roteiros clássicos da região, o Caminho do Itupava e o Trekking Complexo do Marumbi. O primeiro é a ligação mais antiga entre o planalto de Curitiba e o litoral. O segundo é um trekking de montanha unindo os principais picos do Marumbi ou seus acessos mais importantes… Olimpo (1.539 m), Boa Vista (1.491 m), Gigante (1.487 m), Ponta do Tigre (1.400 m ), Esfinge (1.378 m), Torre dos Sinos (1.280 m), Abrolhos (1.200 m), Facãozinho (1.100 m) e Rochedinho (625 m). Esse roteiro de trekking exige diversos lances de escalaminhada (caminhada com lances fáceis de escalada, sem uso de cordas) e de via ferrata (quando se utiliza equipamento instalada em rocha, como degraus de ferro, correntes e afins), tudo com bastante exposição à altura. Todo o percurso está detalhadamente mapeado e explicado no GUIA DE TRILHAS TREKKING (VOL. 2), publicado pela Kalapalo Editora e de autoria de Guilherme Cavallari.

Trilhas são caminhos orgânicos, vivos, primeiras testemunhas de nossos passos na Terra. Todo caminho nasce de uma trilha. Todo caminho guarda em si o DNA de sua origem. Antes de visitar qualquer trilha publicada em nossos livros, aconselhamos a visita a sua página nessa sessão. Leia os comentários de quem já esteve lá, verifique se houve alteração nos roteiros. Depois de fazer uma de nossas trilhas, escreva aqui seus comentários e ajude a manter nossos títulos atualizados. A comunidade Kalapalo agradece…

Sua opinião (em pedaços de pizza)

3 comentários »

  1. Andrew 18/02/2015 at 18:30 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Amador

    Comentário: Safae e eu fizemos o caminho de Itupava no 16/02/15. Foi lindo lindo lindo a trilha, passa pela floresta intocada com vida em abundancia. Mas, fizemos numa época de muita chuva e o caminho era bem difícil de fazer. Toda pedra era muito escorregadia, teve muito barro, e os rios muito cheios (não dava para travessar nos rasos sem molhar os pés. Precisamos quitar as botas e travessar descalços num deles; nos outros dava para pular de pedra em pedra. Com tudo isso o desgaste físico era muito maior que pensamos e demoramos bem mais do que pensamos (ficamos na trilha, incluindo descanso, por 10 horas, então um pouco mais do que a velocidade tartaruga). Também se precisa dizer que o camping está fechado (já desde alguns anos) para reforma. O guarda do IAP disse que já está tudo pronto, e somente estão esperando o governo liberar. O que fizemos é estacionar o carro perto do IAP da Prainhas e caminhamos no primeiro dia os 4 km até a estação de trem. Pegamos o trem até Curitiba e o ônibus até Borda do Campo. Aí ficamos no Refugio 5.13 (tem dormitorios e camping), perto do inicio da trilha. Assim pode ir até o carro, e logo buscar camping fora do parque. Se está sem carro, alguns taxis, nos disseram que taxis chegam até o IAP, mas pode ser que corre o risco de ter que caminhar até a cidadezinha mesma (mais uma hora). Na verdade na mesma estrada de Prainhas tem vários campings, mas nenhum é muito perto do IAP. Nos acabamos ficar na pousada Dona Siroba (onde também deixa acampar) na cidadezinha mesma, porque com tudo molhado e cheio de barro, e com ainda mais chuva caindo, preferimos uma pousada :D O dia depois não dava para subir o Olimpo, porque ainda estava caindo muita chuva. Não ia dar vista nenhuma e a trilha podia ser muito perigoso e pouco gostoso. A nossa intenção então foi para subir o Rochedinho, mas Safae estava com dor no joelho e decidimos deixar já para voltar outro dia. Igualmente, também fiquei impressionado com o IAP. Tudo está muito bem organizado, a pesar do camping estar fechado.

    Nota:

  2. Tiago Korb 09/09/2011 at 19:18 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Profissional

    Comentário: Final de semana perfeito: Fazer o Caminho do Itupava, acampar no Parque Estadual do Marumbi, aproveitar para subir o Rochedinho neste dia com seu belo mirante! No domingo fazer o ataque ao Marumbi, voltar ao camping pegar suas coisas e ainda voltar de trem a Curitiba será um dos seus melhores finais de semana com trekking!

    Nota:

  3. Danilo Capistrano 05/07/2011 at 19:18 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Profissional

    Comentário: Fiz essa trilha em fevereiro/11. Segui pelo Caminho do Itupava, outra vez o guia está perfeito. O maior problema, mas isso faz parte de qualquer trilha, um dia antes caiu a maior chuva, com isso, após a Casa do Ipiranga, a trilha estava muito lisa, com muitas árvores caídas bloqueando o caminho, isso me prejudicou muito e acabei sofrendo uma contusão. Com isso, infelizmente não subi o Mte Olimpo, só fui até o Pc do Abrolhos (trilha vermelha), que é o mais perto e baixo, mas nem por isso menos perigoso. Todo cuidado é pouco, inclusive cruzamos com uma jararaca na trilha. PS. O que me impressionou foi a organização do IAP do Paraná, local de camping com chuveiro quente!? Isso é coisa de Primeiro Mundo...

    Nota:

Deixe um comentário »

* * *


oito − = 4