Trilhas e Roteiros »

Trekking Ilhabela

Trekking Ilhabela

KM Total: 45,85
Metros subidos: 2.116 / descidos: 2.081
Tempo estimado: 3 dias

DESCRIÇÃO:

Ilhabela é a “capital brasileira da vela” e um popular destino de turismo no verão, mas não é só de mar que vive a ilha. Grande parte de seu território faz parte do Parque Estadual de Ilhabela, que mantém e protege uma enorme área de mata atlântica primária. Esse roteiro dá a volta na parte sul da ilha, parte do centro comercial próximo da balsa, chega à Baia dos Castelhanos e acessa a Ponta de Sepituba por matas fechadas e por praias quase desertas… Mansa, Vermelha, da Indaiatuba, das Enchovas e Bonete. É possível se hospedar em pousadas no Bonete e se alimentar de comida caiçara, fresca e de qualidade, em Castelhanos e no Bonete, diminuindo bastante o volume e peso na mochila. Esse é um roteiro típico de verão, com inúmeras possibilidades de banhos de mar, rio e cachoeira, muita beleza natural, muita umidade e potencial lama. Não é um roteiro fácil, exige tanto física quanto tecnicamente do aventureiro. A riqueza de flora e fauna é impressionante e é muito difícil não ver cobras na caminhada! O longo e árduo trecho até a Baia dos Castelhanos também é acessível de veículo 4×4, aos mais preguiçosos… Todo o percurso desse trekking está detalhadamente mapeado e publicado no GUIA DE TRILHAS TREKKING (VOL. 2), da Kalapalo Editora e de autoria de Guilherme Cavallari.

Trilhas são caminhos orgânicos, vivos, primeiras testemunhas de nossos passos na Terra. Todo caminho nasce de uma trilha. Todo caminho guarda em si o DNA de sua origem. Antes de visitar qualquer trilha publicada em nossos livros, aconselhamos a visita a sua página nessa sessão. Leia os comentários de quem já esteve lá, verifique se houve alteração nos roteiros. Depois de fazer uma de nossas trilhas, escreva aqui seus comentários e ajude a manter nossos títulos atualizados. A comunidade Kalapalo agradece…

Sua opinião (em pedaços de pizza)

2 comentários »

  1. Carolina 01/01/2014 at 3:02 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Fora de forma

    Comentário: Essa foto da cobra encontrada é uma verdadeira Coral?!?! Super venenosa, não?!

    Nota:

  2. Celestino lourenço do vale 26/07/2011 at 19:11 - Responder

    Esporte praticado: Caminhada

    Característica pessoal: Amador

    Comentário: Primeiro gostaria de parabenizar pelos guias de trekking ! são ótimos, comprei os dois, sempre indico e os usei para fazer a ponta da joatinga, pedra das flores, serra fina e mais recente a Ilhabela. Na travessia da Ilhabela fui sozinho para testar minha capacidade de navegação com mapas, GPS e descritivos ( do guia de trekking). Normalmente sigo os amigos nas trilhas, digo isto para dizer que o Guia é bom, pois não me perdi na Ilhabela. Seguindo a descrição tive duas dúvidas em praias com moradias no dia 2 Castelhanos - Bonete. 1) 0:27 - Comunidade caiçara da praia mansa. Passar em frente da igreja católica. Trilha continua do outro lado da igreja. Quando cheguei dei de cara com uma igreja evangélica e fui procurar a igreja católica. Como não achei, perguntei aos pescadores que me disseram que só tinha uma igreja – a evangélica- que nunca teve outra igreja lá!!! Logo a expressão católica está errada e pode gerar a mesma confusão em outras pessoas !! 2) 3:30 – BIFURCAÇÃO – Direito em direção as casas. Esquerda subindo chega-se ao heliporto, não subir. Aqui é o seguinte : você está em baixo em uma rua de paralepipido ao lado da casa da praia e vê que a rua sobe !! Mas, você não sabe que existem mais casas no alto e que quase no final da subida tem a bifurcação do Heliporto !! Você vê uma puta subida no nível do mar ao lado da casa e vê no guia a orientação não suba !!! Logo só pode ser para não subir aquela rampa !!!. Neste dia encontrei um segurança que me disse que era para subir que a trilha era no alto ( gente boa, me deu até uma lata de refrigerante que desceu redonda!!) e eu achei que ele estava indicando outra trilha !! Subi um pedaço e depois desci novamente até a praia, olhei e vi que só tinha a volta pelo mesmo caminho que eu já tinha feito. Aí resolvi subir de novo e depois o guarda passou por mim de quadriciclo quando deu o refrigerante e confirmou que tinha a bifurcação no alto para o heliporto. Fora isto sem o guia ( e o GPS) tenho certeza que não faria esta trilha sózinho !!

    Nota:

Deixe um comentário »

* * *


+ nove = 15