Biblioteca Aventura »

BACK TO CAPE HORN / ROSIE SWALE

Recentemente, de 2003 a 2008, Rosie Swale deu a volta ao mundo caminhando e correndo enquanto puxava um trailer com seu equipamento de sobrevivência. Ela cruzou a Europa, Ásia, América do Norte, passou pela Groenlândia e voltou para casa, no País de Gales, Grã-Bretanha em muletas, devido a múltiplas fraturas por estresse. Essa aventura começou no dia do seu aniversário de 57 anos. Essa aventura está descrita no livro Just a Little Run Around the World, de sua autoria.

Bastante conhecida no mundo da aventura, especialmente em países de língua inglesa, Rosie Swale-Pope (seu nome atual) debutou como aventureira e escritora percorrendo a Índia, Nepal e Rússia no começo da década de 70. Dessa aventura resultou seu primeiro livro, Rosie Darling. Em 1972-73 ela navegou com o marido da Grã-Bretanha para a Austrália via o temido Cabo Horn e deu à luz um filho a bordo do catamarã Annelise. Isso gerou um novo livro (Children of Cape Horn), best-seller que a cosagrou como aventureira e escritora. Em 83, Rosie se tornou a primeira mulher a cruzar o Atlântico, velejando solo uma pequena embarcação de 17 pés (5,2 metros, aproximadamente).

Um ano depois, Rosie Swale decide voltar ao Cabo Horn, dessa vez por terra e a cavalo, partindo do deserto do Atacama, na extremidade norte do Chile. Essa é a história descrita no livro Back to Cape Horn, que terminei de ler ontem à noite.

Estou pesquisando sobre a Carretera Austral para o Guia de Trilhas Carretera Austral, livro que lançarei em setembro/outubro próximos, e acho que não poderia ter encontrado literatura mais apropriada do que Back to Cape Horn. Também estou programando refazer a Carretera Austral em janeiro, dessa vez de bicicleta.

A saga de Rosie pelo Chile durou 409 dias, enquanto ela havia planejado fazer a travessia equestre em 120 dias. Seus companheiros de viagem, os cavalos Hornero e Jolgorio, são na verdade os protagonistas da história – repleta de passagens fantásticas. Ela enfrentou uma tempestade de areia no Atacama e quase perdeu os cavalos (e a vida), ajudou uma mulher a dar a luz a um bebê dentro de sua barraca, acordou com um puma dentro da mesma barraca em Aysén, quebrou três costelas em uma queda do cavalo, quebou um dedo, cuidou de ferimentos e infecções nos cavalos, caminhou até gastar os calçados para poupar sua montaria, atravessou diversas vezes a nado o maior rio do Chile – o Baker – e chegou a ser levada pela correnteza pelo menos uma vez, passou fome, frio, medo, desespero e júbilo sozinha com seus cavalos por quase 5.000 quilômetros.

Para minha pesquisa foi sensacional! Rosie chegou em Cochrane antes mesmo da própria Carretera Austral, que em 84/85 não passava de uma picada. Mas ela seguiu adiante e cavalgou até Caleta Tortel pelo meio da mata e charcos antes dos engenheiros abrirem a primeira trilha que se transformaria depois na estrada. Rosie passou por todos os lugares que acabei de visitar em dezembro e janeiro, quando fiz a Carretera Austral inteira, ida e volta, de carro (ver posts na sessão Notas de Campo do blog: http://clubedaaventurakalapalo.blogspot.com/search/label/notas%20de%20campo) e por onde pretendo passar novamente de bike.

A odisséia de Rosie se desenrola no auge da ditatura de Pinochet e Rosie é testemunha, mesmo que ingênua, de diversos incidentes que demostram bem a situação política da época. Atentados “terroristas”, assassinatos de estudantes esquerdistas, manobras militares em “tempos de paz”, abuso de autoridade e favores desmesurados. Rosie cai nas graças de um general apaixonado por cavalos e ex-saltador olímpico, membro da Junta Militar que governava o Chile ao lado do ditador Pinochet – o que facilita muito sua aventura e a aproxima de forma estranha do poder vigente.

Rosie é uma aventureira nata e escreve muito bem, com graça e precisão. Acredito que ela é antes de tudo uma escritora, mas sua paixão por aventura é inegável. Logo no começo do livro ela deixa claro quais são suas prioridades, quando declara haver decidido “fazer uma expedição para escrever um livro”. Isso imediatamente me cativou, acho que vou procurar os outros títulos dela…

Esse pequeno livro em formato pocket traz algumas fotos preto e branco da aventura e mapas esquemáticos bem simples do trajeto da expedição.

Back to Cape Horn
Rosie Swale
Collins/Fontana Books
1986
223 páginas
ISBN 9780006372905