Blog »

MAPEAMENTO 4° ANEL BLUGRAMA

Kalapalo 16/09/2011 3

Estou em São Francisco de Paula (RS), hospedado no belo Hotel Cavalinho Branco, tentando desvendar os mistérios das trilhas que chegam até Gramado (RS) sem pegar asfalto… Cheguei ontem de Cambará do Sul (RS), passando pelo Passo da Ilha e Várzea do Cedro. Foram 78 quilômetros totais, sendo pelo menos 40 por dentro de fazendas de todos os tamanhos, com criadores de gado de bombachas me convidando para um chimarrão…

Essa expedição final de mapeamento do Guia de Trilhas Serra Geral (Blugrama) começou em Gramado na segunda-feira 12 de setembro. Pedalei até Lajeado Grande, via Cascata do Caracol e Passo do Inferno, acompanhado do Betinho, de Canela (RS), campeão gaúcho de MTB cross country na categoria Masters. Gente boa, conseguiu acompanhar sorrindo o ritmo de “tiozinho” que o trabalho de mapear trilhas impõe…

 A Cascata do Caracol é fenomenal, mais de cem metros de queda d’água em um anfiteatro verde. O Passo do Inferno é uma ponte de ferro, da década de 30, construída sobre o Rio Santa Cruz em um trecho de margens bem escarpadas. Devia ser um inferno cruzar o rio por ali antes da construção da ponte…

Sozinho, na terça-feira 13 de setembro, pedalei até Cambará do Sul via Passo do S, que é um travessia do Rio Tainhas muito tradicional, sobre um lajeado de pedras naturais em forma de “S”. A água gelada de inverno não passa do meio da canela se a gente não errar o percurso do S. Infelizmente não havia ninguém por perto para fazer uma foto minha atravessando o rio com a bike nas costas… Aliás, não havia ninguém em praticamente todo o percurso de 73 quilômetros.

Passei a quarta-feira 14 de setembro em Cambará do Sul estudando o Google Earth para descobrir que trajeto percorrer em seguida. O problema foi que o trajeto que eu havia programado fazer ficou inviável com o futuro fechamento de uma estrada próxima da Barragem do Salto. Decidi então, com a ajuda distante do Gustavo de Marchi, da Loja de Pesca em Canela, e do meu amigo Hendrik Fendel, em Blumenau, seguir para São Francisco de Paula.

Acontece que as fotos do Google Earth dessa região são de 2002 e 2005, antigas demais para gerar confiança inabalável… Um guia de turismo de aventura de Cambará do Sul, o Stéfano, passou a manhã comigo em uma Lan-House indicando na tela o caminho a seguir… “Bem aqui nesse campo tem um porteira amarela”, dizia ele, “ou melhor, uma porteira de ferro!”. Eram mais detalhes que qualquer Google Earth conseguiria mostrar. Nada substitui o conhecimento de campo, eu sempre digo isso.

Depois de horas de estudo, desenhei uma trilha para tranferí-la depois para meu GPS e quando estava tudo pronto, o computador desligou e perdi todo o trabalho! Decidi voltar à linguagem analógica e montei uma planilha usando a régua de distâncias do Google Earth. Deu tão certo que no final dos 78 quilômetros a diferença da minha planilha virtual para a planilha real foi de apenas 200 metros!

Mas sempre fico grato e fascinado com a tecnologia hoje disponível para exploração e navegação em esportes de aventura… Sou do tempo que “alta tecnologia” era uma boa bússola, um altímetro calibrado e as cartas do IBGE… Hoje só não é explorador quem não quer.

Por enquanto a grande surpresa da viagem foi encontrar e conhecer a Miragem Livraria aqui em São Francisdo de Paula… Um monumento à cultura e ao bom-gosto! Um prédio em estilo antigo, como um velho galpão, cheio de escadas e mezzaninos, repleta de objetos de decoração e livros por toda parte. Difícil acreditar que uma cidade pequena do interior do Rio Grande do Sul tenha uma estabelecimento que faria bonito em qualquer capital estadual do Brasil… Quando o Guia de Trilhas Serra Geral (Blugrama) estiver pronto quero fazer uma sessão de autógrafos e lançamento lá!

  1. Robériton Ribeiro 17/09/2011 at 9:00 - Responder

    Comentário: Parabéns pelo trabalho que vem fazendo. A cada dia curto mais o blog. Não vejo a hora de ter condições (conhecimento técnico e prático) para aventurar essas trilhas e até mesmo explorar outras. Aguardo o próximo curso de MTB.

  2. Anonymous 09/04/2012 at 14:56 - Responder

    Comentário: Fizemos eu mais namorada de Gramado a Cambará do Sul no carnaval. Foi tudo muito lindo. Sugestão de pernoite que não está no guia é a cachoeira Princesa dos Campos. O Trajeto de Lageado Grande até Cambara se você estiver carregado, com alforge melhor fazer em dois dias. É possível chegar até os parques do Itambezinho e Fortaleza pedalando. A principal é, não tenha pressa, qto mais dias tiver melhor será a viagem, mais tempo para conhecer a cultura e os locais. Abraços, Palmieri

    • Clube da Aventura KALAPALO 09/04/2012 at 16:52 - Responder

      Comentário: Por favor, escrevam seus comentários no site www.kalapalo.com.br na sessão COMENTÁRIOS E ATUALIZAÇOES nos dias correspondentes do percurso... Obrigado!