Blog »

QUAL A DEFINIÇÃO DE AVENTURA?

Kalapalo 30/03/2011 0
Introdução do livro Guia de Trilhas Carretera Austral
Por Guilherme Cavallari
Qual a definição de aventura?
Não imagino que muita gente se pergunte isso. Mas como trabalho exclusivamente como autor e editor de livros com roteiros e técnicas para prática de esportes de contato com a natureza – também conhecidos como “esportes de aventura”, ou simplesmente “aventura” – é natural que me preocupe em tentar definir, mesmo que seja apenas para mim mesmo, o ramo de atividade profissional ao qual me dedico.
Em países com mais tradição nessas atividades, como EUA e toda a Europa, a palavra “aventura” praticamente não é aplicada como definição do segmento. O termo outdoor activities é mais empregado.

Difícil traduzir outdoor para o português. Literalmente, seria “do lado de fora”, ou “ao a livre”, mas o conceito inclui também atividades como mergulho e espeleologia recreativa – esportes que não acontecem precisamente “ao ar livre”. Outdoor é tudo aquilo que não está dentro de nossas casas, em ambiente urbano, mas é vivenciado em contato com a natureza. Isso inclusive pode ser considerado um elemento fundamental na definição de “aventura”… Aventura é contato com a natureza.

Praticar aventura é necessariamente uma atividade. Não existe “aventura passiva”. Mesmo birdwatching, inglês para “observação de pássaros”, ou outras atividades outdoor de mínimo esforço físico, como caçar borboletas, fotografia ou algumas modalidades de pesca, exigem mobilidade física e deslocamento geográfico. Esse também pode ser considerado como outro elemento de definição do termo… Aventura é uma atividade física.

Toda atividade ou esporte de aventura acontece em harmonia com o meio ambiente. Esse é um paradigma e uma definição conceitual. Cerrar árvores, por exemplo, não é esporte de aventura, mesmo que para isso seja preciso caminhar dias por florestas densas e fazer acampamentos. Foi-se o tempo em que caçar leões na África ou tigres na Índia era esporte, hoje é crime ambiental. Disso extraímos outra definição… Aventura é uma atividade de convívio harmonioso com o meio ambiente.

Juntando tudo, teríamos então uma definição… Aventura é um conjunto de atividades físicas de contato harmonioso com a natureza. Uma definição, no mínimo conceitualmente em conformidade com diversos autores do segmento, estrangeiros na maioria, muitos infinitamente mais experientes que eu.
Mas qual a importância da definição do conceito na utilização desse livro? Na sua essência e conteúdo, esse livro é comprometido com os três preceitos que descrevi acima e com a filosofia que eles representam.
Por que a Carretera Austral? Sem exageros, existem poucos lugares no mundo com tanto potencial de aventura como a Patagônia e em particular sua parte chilena, conectada por essa importante estrada. Por Patagônia chilena entende-se a área de terra e costa oceânica compreendida do sul do Lago Llanquihue até o Estreito de Magalhães, e a leste do Oceano Pacífico até e a divisa com a Argentina, mais ou menos na Cordilheira dos Andes.
Esse trecho do planeta possui, por exemplo, as duas maiores massas de gelo eterno fora dos círculos polares, florestas pluviais de clima temperado, estepes, grandes áreas alagadas, fiordes, uma das maiores redes de canais marítimos do planeta, volumosos rios de degelo, cachoeiras, corredeiras, vulcões ativos e extintos, maciços de granito com mais de mil metros verticais de rocha exposta, geleiras, praias, bosques, etc.
Traduzindo essa lista em linguagem de aventura, temos: trekking, mountain bike, canoagem oceânica, montanhismo, esqui na neve, snowboarding, escalada em gelo, escalada em rocha, rafting, vôo livre, mergulho, vela, surfe, corrida de aventura, fotografia outdoor, pesca esportiva, birdwatching, cascading, cavalgada e qualquer outra atividade de contato com a natureza que se possa imaginar.

Então, se você procura aventura, acabou de encontrar seu livro.