Blog »

TRANSPATAGÔNIA (PREPARATIVOS 1) BARRACAS

Kalapalo 05/07/2012 0

Relembrando, para quem não leu o post anterior…
Dia 1° de novembro começo a EXPEDIÇÃO TRANSPATAGÔNIA, meu próximo projeto literário e aventureiro…  Pretendo pedalar uma mountain bike, preferencialmente por estradas de terra, por seis meses seguidos, por mais de 7.000 km, por toda a extensão da Patagônia chilena e argentina, mantendo-me próximo à Cordilheira dos Andes, realizando 14 cruzes das montanhas que separam Chile e Argentina, sozinho, puxando um bike trailer com todo meu equipamento e realizando ainda 9 roteiros de trekking pouco conhecidos do grande público de 43 dias totais de duração e aproximadamente 500 km de extensão… (Ufa!)… Vou testar alguns equipamentos e estilos de acampamento…

Vou usar técnicas de trekking ultralight e cicloturismo ultralight, noções que ensino nos meus consagrados CURSO DE MOUNTAIN BIKE E CICLOTURISMO e CURSO DE TREKKING (links para descritivo dos cursos)… Uma delas, que exponho nesse texto, é o conceito de mínimo volume, mínimo peso, máximo conforto e máxima segurança…

Pretendo dormir a maior parte do tempo, durante meu deslocamento de bike, em acampamentos selvagens à beira das estradas patagônicas. Para isso estou pesquisando alguns modeles de barracas, sacos de dormir e isolantes térmicos…

Minha primeira opção de barraca é um modelo recém lançado pela marca norte-americana Mountain Hardware, que já vem com o título de “barraca mais leve do gênero”… Trata-se do modelo  SuperMega UL 2, sendo que UL significa “UltraLight”.

Por que essa barraca em específico?

Porque é AUTO-PORTANTE, fica em pé sozinha, o que torna o equipamento mais versátil pois permite ser montada em qualquer tipo de terreno, sem precisar de estacas de suporte e sustentação (embora na Patagônia estacas sejam quase que obrigatórias por conta do forte vento). Na verdade estacas são essenciais em quase todas as barracas de alto desempenho, pois mantêm os tecidos bem esticados e melhoram muito na respiração e evitam a condensação.

Esse modelo também tem a característica de ter PAREDES DUPLAS, com o corpo da barraca formando uma parede e o sobreteto formando outra. Isso permite que se use apenas uma parede em situações favoráveis. Por exemplo, tempo seco e quente é possível usar apenas o corpo da barraca, sem o sobreteto impermeável (muito raro na Patagônia). Ou ainda somente o sobreteto com as varetas, sem o corpo da barraca, em situações de bivaque ou emergenciais, em paradas curtas durante do dia para proteção do sol, vento e chuva (mais comum na Patagônia). O sobreteto funciona como um toldo nesses casos, permitindo inclusive que se durma debaixo dele com apenas um saco de dormir e um isolante térmico. Mas, de fato, esse modelo tem 1,5 paredes porque o corpo é quase que inteiramente formado de tela e não de material mais sólido, como nylon.

É uma barraca para DUAS PESSOAS, mais confortável e espaçosa que uma barraca solo (para uma pessoa), que a torna mais versátil e útil. Em viagens solo de longa duração, como a EXPEDIÇÃO TRANSPATAGÔNIA, não vale a pena economizar 10% a 15% de peso e volume e não poder, por exemplo, ficar sentado dentro da barraca para comer, escrever, matar tempo durante uma tempestade e afins. Todo meu equipamento poderá ficar comigo às noites, mais protegido e acessível caso eu precise de algo no meio da noite.

A recém lançada Mountain Hardware SuperMega UL 2 tem as seguintes características e medidas:

Peso total = 1,110 kg
Peso mínimo (corpo e varetas) = 0,980 kg
Peso mínimo (sobreteto e varetas) = 0,733 kg
Área de piso = 2,5 m²
Número de portas = 1
Capacidade = 2 pessoas
Número de varetas = 2
Número de vestíbulos (avanços) = 1
Altura interna máxima = 0,91 m
Medidas fechadas (empacotada) = 10 cm X 57 cm
Link para o equipamento: http://www.mountainhardwear.com/SuperMegaUL%E2%84%A2-2/OU9669,default,pd.html

Minhas outras opções de barraca para essa expedição são (por ordem de importância):

Big Agnes Fly Creek UL 2 (https://www.bigagnes.com/Products/Detail/Tent/FlyCreekUL2)
Apenas 80 gramas mais pesada que a Mountain Hardware SuperMega UL 2, peso total de 1,19 kg, mas com a enorme desvantagem de ser uma “falsa auto-portante”, porque exige estacas na parte traseira para se manter eficientemente em pé.

Big Agnes Seedhouse SL 2 (https://www.bigagnes.com/Products/ProductFinder/Tent/filters/58)
Peso total de 139 kg e 290 gramas mais pesada e muito parecida com a Mountain Hardware SuperMega UL 2, auto-portante, mas seu formato é mais “achatado” nas paredes laterais, implicando em menor área interna útil e menos conforto.

Big Agnes Copper Spur UL 2 (https://www.bigagnes.com/Products/Detail/Tent/copperspurul22012)
Peso total de 1,54 kg e 440 gramas mais pesada que a Mountain Hardware SuperMega UL, mas bem mais robusta, mais protegida de vento e com área interna excepcionalmente grande, com inclusive 1,06 m de altura máxima interna. Duas portas, dois vestíbulos (avanços), essa seria a barraca ideal se eu viajasse com acompanhante.

MSR Nook Tent (http://cascadedesigns.com/msr/tents/experience-series/nook/product)
Com 1.590 kg de peso total em um formato muito parecido com a Big Agnes Fly Creek UL 2 e 490 gramas mais pesada que a Mountain Hardware SuperMega UL 2, sendo também uma “falsa auto-portante”, ficou de fora do páreo, mas é uma boa barraca, de uma marca confiável.

Nas próximas entradas no blog vou explicar em detalhes minhas opções de equipamento de bivaque (nas noites de trekking não pretendo levar barraca alguma), sistemas de proteção para dormir (não pretendo levar saco de dormir e isolante térmico convencionais) e equipamento de cozinha, além de explicar sobre formas de transporte de equipamento em bike, mochilas, roupas técnicas, opções de calçados, tecnologia de comunicação, equipamento de segurança, medidas de segurança, treinamento físico, mínimo impacto ambiental, etc., etc., etc.

Quem tiver interesse nesses assuntos todos, indico meu livro MANUAL DE TREKKING & AVENTURA (link para resenha do livro no bog), que tem 13 capítulos sobre esses temas e outros tantos e foi adotado pelo MEC (Ministério da Educação) como livro didático obrigatório em cursos superiores de Educação Física e Turismo.